Especialista ressalta a importância da segurança na cirurgia plástica

Muita gente pensa em fazer uma cirurgia plástica para aumentar os seios, corrigir um defeito no rosto ou mudar alguma outra parte do corpo. Entretanto, antes de uma cirurgia é necessário uma investigação minuciosa e cuidadosa, que incluem testes diagnósticos, diz o cirurgião plástico, Raphael Sampaio.

De acordo com o médico, parte desta investigação inclui a história médica do paciente como doenças e cirurgias anteriores, existência de algum tipo de alergia ou algum tipo de reação às anestesias, medicações de uso regular, vitaminas, suplementos de ervas, álcool, tabagismo e outras drogas, além de anticoncepcionais orais.

Segundo Sampaio, todo e qualquer procedimento médico exige responsabilidade e seriedade para que tenha sucesso, e complementa dizendo que podem surgir complicações que fogem ao controle do cirurgião e do paciente. Entretanto, o respeito aos limites do corpo, o bom senso e o zelo podem minimizar as chances de resultados negativos.


“A melhor forma de diminuir os riscos de complicações é realizar o procedimento num hospital com estrutura de UTI, com um cirurgião plástico de confiança e seguir todas as suas recomendações no pré e no pós operatório”, disse Raphael Sampaio.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

SETE GOVERNADORES ENCARAM TEMER E DIZEM NÃO A PEDRO PARENTE

MENDONÇA FILHO VOLTA A SER ESCRACHADO: ‘XÔ, GOLPISTA’

O Estádio Arizão se "veste" para receber o São João da Moda 2018

ACUADO, TEMER CEDE AOS CAMINHONEIROS E DESFAZ POLÍTICA DE PARENTE, QUE PODE CAIR