Desembargador nega liminar e mantém suspensão da dissolução do PMDB-PE

Decisão foi tomada ontem pelo magistrado e foi positiva para o grupo do vice-governador Raul Henry

Presidente do PMDB, senador Romero Jucá, e o senador Fernando Bezerra Coelho durante solenidade para sua filiação ao PMDB - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Do Blog da Folha

O desembargador Josué Antônio Fonseca de Sena negou a concessão da liminar suspendendo a dissolução do Partido do Movimento Democrático Brasileiro de Pernambuco (PMDB-PE). A decisão foi tomada nesta quinta-feira (21) pelo magistrado. O agravo de instrumento foi concedido com base no recurso do advogado do PMDB Nacional, Renato Oliveira Ramos, que tentava derrubar a suspensão do processo decidida em primeira instância. A sentença favorece o grupo do deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB).

A direção nacional do PMDB tenta suspender a liminar para poder tocar a dissolução do diretório pernambucano. O comando da sigla, sob liderança de Romero Jucá, tenta dar a agremiação para o grupo do senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), mas o grupo do vice-governador Raul Henry (PMDB) tenta judicializar o processo para garantir a legenda nas suas mãos. 

Por coincidência ou não, no mesmo dia, a assessoria jurídica do PMDB Nacional enviou uma nota reafirmando a autonomia da Executiva Nacional da sigla para tratar das suas decisões internas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara