Rebanhos voltam a crescer em Pernambuco


Após enfrentar seis anos consecutivos de seca, os pecuaristas de Pernambuco comemoram o início da recuperação dos rebanhos depois da temporada de chuvas registradas este ano, que contribuíram para a formação de pastos e enchimento dos açudes.

Em consequência da melhoria das condições climáticas, o rebanho de bovinos voltou a crescer e passou de 1.6 milhão de cabeças no ano passado para 1,8 milhão este ano. A produção de leite subiu de 1,5 milhão de litros/dia para 1,8 milhão. Já o rebanho de caprinos cresceu de 2,6 milhões para 2,7 milhões de cabeças e o de ovinos passou de 2,7 milhão para 2,8 milhões de animais.

Esses resultados estão deixando o presidente da Sociedade Nordestina dos Criadores (SNC), Emanuel Rocha, muito otimista em relação a 76ª Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados, que acontecerá de 4 a 12 de novembro, reunindo pecuaristas de vários estados do País.

Realizado pela SNC, em parceria com a Secretaria de Agricultura de Pernambuco, o evento deve reunir mais de 4 mil animais entre bovinos, equinos, caprinos, ovinos e suínos, além de animais de pequeno porte. A estimativa é de que sejam realizados negócios da ordem de R$ 30 milhões e de que, no Parque de Exposições do Cordeiro, no Recife, circulem cerca de 200 mil pessoas.

Diante a conjuntura favorável, o presidente da Sociedade Nordestina dos Criadores, Emanuel Rocha, está convidando os pecuaristas de Pernambuco e do Nordeste a participarem da 76ª Exposição Nordestina de Animais. Esperamos fazer uma grande exposição com uma maciça participação dos criadores”, afirmou.

Este ano, os bovinos que participarem dos julgamentos estarão concorrendo a uma premiação de R$ 60 mil e os caprinos e ovinos disputarão prêmios no valor total de R$ 30 mil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara