Debate TV Clube/Record: Armando mostra outra vez que é o mais preparado

Crédito das fotos: Alexandre Albuquerque - Divulgação

Em pouco mais de duas horas de debate promovido pela TV Clube/Record, o candidato Armando Monteiro (PTB) mostrou, mais uma vez, o porquê é o mais preparado para governar Pernambuco. Durante o confronto de ideias, nesta sexta-feira (26), o petebista elencou uma série de propostas para a saúde, educação, segurança pública, entre outras áreas. Essas ações vão proporcionar um novo patamar de desenvolvimento para os pernambucanos. Ao mesmo tempo, Armando pontuou as dificuldades com as quais o Estado ainda convive. Quem assistiu ao programa pôde conferir a diferença que separa o candidato do PTB dos demais oponentes.


Assim como ocorreu no debate realizado pela TV Jornal, na semana passada, e dos últimos confrontos ocorridos em emissoras de rádio, nos últimos 30 dias, Armando foi o protagonista no programa. Destaque em todos os temas abordados entre os candidatos e pelos eleitores, o petebista enfatizou que os pernambucanos necessitam, agora mais do que nunca, de um governante que tenha liderança, voz nacional, articulação e lastro político. Esses são alguns dos atributos que o candidato do PTB carrega ao longo de sua trajetória na vida pública.

Veja algumas propostas apresentadas por Armando Monteiro no debate da TV Clube/Record:

Segurança Pública

“O Pacto Pela Vida teve o seu papel, mas o que deve se levar em conta são os resultados. Em 2014, houve uma elevação dos índices de homicídios no primeiro semestre em comparação com o mesmo de 2013, algo que indica uma falta de controle. É preciso repactuar o Pacto e ter um olhar para todas as espécies de delitos. O Pacto focou muito no crime como a vida, que é o mais importante. Pernambuco ainda tem índice de homicídio muito superior à média nacional. Enquanto a média nacional é de 24 homicídios por 100 mil habitantes, Pernambuco tem a média de 37 por 100 mil habitantes. 60 municípios não têm delegados. E as delegacias não funcionam nos fins de semana. Vou aumentar os efetivos policiais e criar os 10 centros de policia cidadã, que vão ser equipados com delegacias especializadas.”


Saúde

“A área de saúde é um problema sério. Pernambuco fez um esforço, construiu hospitais na Região Metropolitana, mas o povo não avalia bem o sistema. Temos mais de 6 mil pessoas nas filas para realizar cirurgias eletivas. Não temos cobertura nos postos de saúde. E há um longo tempo de espera por exames. É preciso descentralizar o sistema. Para isso, vou fazer as Upas do Coração. Vamos construir 5 unidades, sendo 3 na RMR, uma no Sertão e uma no Agreste. Vou construir os centros de diagnósticos e imagens, que serão acoplados às Upas. Há muito o que se fazer na saúde de Pernambuco para fazer um padrão humanizado.”

Educação

“O ensino fundamental é o grande desafio porque é a base de tudo. O governo de Pernambuco não tem oferecido o suporte necessário para que os municípios elevem o nível pela base. Em que pese a evolução do ensino médio na avaliação do Ideb, onde saímos da 16ª posição para a 4ª, nos anos iniciais e finais do ensino fundamental estamos na 20ª posição e 22ª. É fundamental oferecer suporte técnico e pedagógico aos municípios, oferecendo incentivos para educação. O sistema educacional não pode aprofundar as desigualdades.”

Habitação

“Pernambuco não utilizou bem o programa Minha Casa Minha Vida. O Nordeste contratou 350 mil casas e em Pernambuco foram menos de 20 mil. Isso representa 6% do Nordeste. É um desempenho inaceitável. E veja que no projeto de recuperação da Mata Sul há um déficit de casas. Só em Palmares são 5 mil unidades que não foram entregues. Em Barreiros, têm 1,3 mil casas que não foram entregues.”

Meio Ambiente

“Temos 160 municípios em Pernambuco que convivem com os lixões. Esses municípios não atendem o que a Política Nacional de Resíduos Sólidos estabeleceu. Isso é deprimente. Vamos estimular os consórcios intermunicipais para fazer aterros. Temos como meta estimular as parcerias. Vamos ter atenção com os rios Capibaribe e Ipojuca, que precisam ser revitalizados. Temos um plano para recuperar o rio Capibaribe, que serve a 42 cidades, mas que está em condições extremamente degradada.”

Servidores estaduais

“É constrangedor a condição do Sassepe, a forma como os servidores estão sendo atendidos. A construção do hospital do Sassepe se arrasta há muito tempo e não foi concluída. Os convênios no interior não foram renovados, o que gera à comunidade dos servidores uma situação inaceitável de desproteção e de insegurança. Pernambuco não tratou bem os servidores. E olhe que Pernambuco teve a melhor condição para tratar bem os servidores. Tenho sentido no Estado que os servidores se sentem desprestigiado pela atual administração. Até o hospital da Polícia Militar não oferece as condições minimamente dignas de atendimento.”

Estradas

“A situação da malha viária de Pernambuco é preocupante. Um estudo da CNT indica que 35% da nossa malha viária está em condições péssimas ou ruins. Mas veja que o governo federal ajudou muito Pernambuco. Enviou recursos para a duplicação das BR-101, 408, 104. Foram obras que contaram com recursos do governo federal, mas a BR-104, por exemplo, que foi delegada ao Estado, tem problema. Era para ser concluída em 2011 e não chegou sequer a Toritama. Era para chegar ao distrito de Pão de Açúcar e não foi duplicada. Nós precisamos requalificar a malha, começando pela BR-232. Há 7 anos não enfrentamos o problema e que continua com a mesma pendência.”

Capacidade de fazer

“Pernambuco precisa de alguém que tenha liderança. Fala-se muito que Pernambuco precisa de um time, mas um time precisa ter um bom técnico. Uma orquestra precisa de um bom maestro. Vou valorizar as parcerias e ter articulação nacional. O que precisamos é fazer Pernambuco avançar. Fazer Pernambuco ir mais longe, seguir adiante. O pernambucano se tornou mais exigente e readquiriu a confiança no futuro. É preciso moldar uma sociedade mais justa e equilibrada. Pernambuco precisa de alguém que tenha condições de liderar o novo ciclo, que vai exigir diálogo nacional, capacidade de articulação. Pernambuco não pode ter um retrocesso.”

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÉDICOS CUBANOS GANHAM DESPEDIDA, NA SEDE DA UESCC, EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE