Financiamento da Assistência Social, através da PEC 383/17, é tema de audiência pública no Recife

Danilo Cabral reúne entidades, conselhos e profissionais da assistência social, no próximo dia 4, às 14h30, na Assembleia Legislativa


Debater o financiamento do Sistema Único de Assistência Social é o objetivo da audiência pública que tratará sobre a PEC 383/17, a chamada PEC do SUAS. O evento, coordenado pelo deputado federal Danilo Cabral (PSB), será realizado nesta quinta-feira (4), às 14h30, no auditório Sérgio Guerra, na Assembleia Legislativa de Pernambuco. A audiência pública contará com a presença do relator da PEC, deputado André Figueiredo (PDT-CE) e representantes de entidades, conselhos e profissionais da assistência social.

“Trata-se de uma discussão importante diante do quadro social que vivemos no país atualmente, com cerca de 20 milhões de brasileiros vivendo na miséria e 100 milhões de pessoas em insegurança alimentar, enquanto o governo federal promove diversos cortes nas políticas sociais”, afirma Danilo Cabral, que é presidente da Frente Parlamentar em Defesa do SUAS.

Segundo o deputado, a audiência pública será para colher mais sugestões para a PEC 383/17 e continuar o diálogo sobre a proposta. “É também um momento de reafirmarmos nossa posição em defesa do SUAS e de continuarmos a mobilização para que a proposta seja aprovada na comissão especial e, posteriormente, no Plenário da Câmara dos Deputados”, destacou Danilo Cabral.

A PEC do SUAS propõe a destinação de 1% das Receitas Correntes Líquidas da União para a gestão e prestação de serviços do Sistema Único de Assistência Social. A proposta, de autoria de Danilo Cabral, visa garantir o financiamento mínimo para o sistema, tornando efetivamente o SUAS como uma política de Estado.

Além de Danilo Cabral e André Figueiredo, comporão a mesa do debate o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Eriberto Medeiros; a deputada estadual Laura Gomes; o secretário de Desenvolvimento Social de Pernambuco, Sileno Guedes; a vice-presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) e prefeita de Surubim, Ana Célia; a secretária de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife, Ana Rita Suassuna; o presidente do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas), Miguel Oliveira; e a presidente do Conselho Estadual de Assistência Social de Pernambuco, Edjane Santana.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado