Alexandre de Moraes concede prisão domiciliar ao deputado Daniel Silveira

Ministro do STF definiu que bolsonarista deverá utilizar tornozeleira eletrônica e fica impedido de utilizar redes sociais

Por Agência O Globo

Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso em flagrante após publicar vídeo com ofensas e ministros do STF e sugerir novo AI-5

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, concedeu prisão domiciliar ao deputado federal Daniel Silveira , preso desde fevereiro após divulgar um vídeo com discurso de ódio e ataques aos ministros do STF, em decisão que foi mantida pelo plenário do Supremo e também pela Câmara.

Silveira poderá exercer o mandato parlamentar de sua própria residência, por meio do sistema eletrônico da Câmara. Ele só poderá ficar na sua residência e está proibido de receber visitas sem prévia autorização judicial. O ministro do STF também proibiu o deputado de frequentar ou acessar, inclusive por meio de sua assessoria de imprensa, as redes sociais.

Preso no Batalhão da Polícia Militar do Rio, em Niterói, o deputado fica proibido ainda de conceder “qualquer espécie” de entrevista sem prévia autorização judicial.

“Destaco que o descumprimento injustificado de quaisquer dessas medidas ensejará, natural e imediatamente, o restabelecimento da ordem de prisão ”, destacou Moares.

Leia também
“A autoridade competente do Batalhão da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, onde o denunciado encontra-se preso, deverá ser, imediatamente, comunicada para o cumprimento integral da presente decisão”, acrescentou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Filho deve substituir Aragão candidato em Santa Cruz