Bolsonaro e ministros vão a pé entregar proposta de privatização dos Correios

Grupo atravessou caminhando o trajeto entre o Palácio do Planalto e a Câmara dos Deputados; durante entrada no prédio, ocorreu um incidente, com a quebra de uma porta assim que o presidente passou

Por Brasil Econômico | | Guilherme Naldis 

Print / Guilherme Naldis

O presidente foi caminhando do Palácio do Planalto até a sede do poder Legislativo. Ele estava acompanhado, entre outras pessoas, dos ministros da Secretaria de Governo, Eduardo Ramos, e das Comunicações, Fábio Faria.

Nesta quarta-feira (24), o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) foi até o congresso nacional entregar a proposta de privatização dos Correios ao presidente da Casa, Arthur Lira (PP - AL).

Bolsonaro foi acompanhado por vários ministros, entre eles, Paulo Guedes (Economia) e causou tumulto nas ruas de Brasília. Guedes chegou atrasado.

Durante o trajeto pela Praça dos Três Poderes, jornalistas e seguranças amontoados acabaram quebrando uma porta de vidro da repartição. Ninguém se feriu.

O ato é tido como inusitado, visto os hábitos matutinos do presidente.

Mercado

A privatização dos correios é um aceno ao mercado econômico que o requeria desde a campanha. A entrega presencial da proposta tenta amenizar os ânimos com esta base eleitoral que reagiu mal às interferências do presidente na Petrobras.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado