Cineasta Cadu Barcellos é assassinado no Rio de Janeiro

Cadu assinou trabalhos como o documentário 'Cinco vezes favela – Agora por nós mesmos'

CB Correio Braziliense

(crédito: Reprodução/Instagram)

O cineasta Cadu Barcellos foi assassinado a facadas na madrugada desta quarta-feira (11/11), no Rio de Janeiro. Cadu tinha 34 anos e deixa um filho de 2 anos, além da esposa.

Segundo o site G1, o cineasta foi atacado no centro do Rio, na Avenida Presidente Vargas, por volta das 3h30. Cadu chegou a pedir socorro, mas não foi ouvido, caminhou alguns metros e caiu, já sem vida.

Obra

Cadu Barcellos foi um dos diretores do longa documental Cinco vezes favela – Agora por nós mesmos (2010), que chegou a participar da seleção oficial do Festival de Cannes. O filme é dividido em espécies de episódios. A Cadu coube o intitulado Deixa voar. A pegada social do trabalho de Cadu também aparece na série Mais x favela (2011), do Multishow, e o documentário 5x pacificação (2012).

Atualmente, era assistente de direção no Porta dos Fundos e no programa Greg News, na HBO. Em nota, a produtora lamentou a morte: "Hoje nós do Porta dos Fundos acordamos profundamente tristes com a notícia do falecimento de Cadu Barcellos, um profissional amável, gentil, talentoso e dedicado, que trabalhou com a gente como assistente de direção na temporada de 2020 do programa Greg News (HBO). Aguardamos a apuração dessa tragédia e esperamos pela justiça, cientes de que nada pode reparar a perda da vida de uma pessoa tão jovem e querida".

Nas redes sociais, seguidores também lamentaram a morte de Cadu comentando na última postagem dele. Nas mensagens, pedidos por justiça dividiram espaço com desejos de que o cineasta descanse em paz.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

CICLISTAS SANTA-CRUZENSES DE MALAS PRONTAS PARA NOVOS DESAFIOS