Diogo Moraes, vice-líder do governo na Alepe, garante total apoio de Paulo Câmara à categoria de transporte alternativo


A regulamentação do transporte alternativo em Pernambuco foi tema de Audiência Pública promovida pela Comissão de Desenvolvimento Econômico e Turismo da Alepe, realizada na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, na tarde desta terça (10). Na ocasião, além da categoria, estiveram presentes Luiz Siqueira, representante da Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal, representantes de diversas entidades e segmentos da sociedade civil. O deputado estadual Diogo Moraes (PSB), vice-líder do governo na Alepe, convidado pela Comissão, esteve ao lado dos deputados Delegado Erick Lessa e Alessandra Vieira, defendendo os interesses da categoria e buscando alternativas para resolver a questão. 

A audiência foi iniciativa da Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa de Pernambuco, após o Governo Federal determinar que o transporte alternativo passa a ser considerado como infração gravíssima, com multa e perda de sete pontos na carteira nacional de habilitação (CNH). A lei já entra em vigor no próximo dia 9 de outubro e causou grande preocupação do deputado Diogo Moraes. “Defender não só a categoria de toyoteiros e motoristas de transporte alternativo, mas também um Polo inteiro de Confecções. Acrescentando ainda zonas da Paraíba, zonas rurais, estudantes. Pessoas que sofrem com suas doenças para ir aos hospitais já que as linhas regulares não suprem a demanda”, frisou Diogo.


Diogo Moraes destacou, em sua fala, a importância dessa audiência pública e da comissão formada por quatro secretarias estaduais para solucionar a questão. “Nós conversamos com o governador Paulo Câmara e tivemos esse retorno. Saibam que essa equipe está pensando na defesa de todos, pensando em como regulamentar de forma definitiva o transporte alternativo. Quero dizer ainda que se há um grande defensor da classe, podem contar com o Governador Paulo Câmara. Ele me garantiu e assegurou esse apoio. A categoria terá mais conforto, comodidade e segurança. Ele pede esse voto de confiança. Vocês não serão prejudicados”, finalizou o parlamentar. 

Durante o evento, Juarez Marcolino, presidente do Sindicato de Transportes Alternativos, cobrou a regulamentação em Pernambuco, citando que outros estados já fizeram. “A lei era municipalizada, nos todos temos alvarás de município. Nós não somos ilegais, temos alvará. A gente tem a placa vermelha que o próprio Detran concede”, destacou. Já o representante da Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal (EPTI), Luiz Siqueira, fez uma fala sobre o transporte alternativo no Estado. “A gente tem que ver todas as situações que serão abrangidas. Nesse cenário estaremos buscando conhecer essa realidade”, garantiu. 


Na ocasião, estiveram presentes ainda o superintendente Regional da PRF em Pernambuco, Alexandre Rodrigues, o tenente coronel Reginaldo, comandante do BPRv, o diretor de gestão da EPTI, Luiz Siqueira, o coordenador da 27ª CIRETRAN – Santa Cruz do Capibaribe, Diego Aragão e ainda a vice-presidente da Amupe, Ana Célia. Prefeitos e vereadores da região também marcaram presença na audiência.


Fotos: Jefferson Lulu

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PROFESSORA INDIGNADA ESCREVE AO BLOG DO JAIRO GOMES