PSDB MUDA COMANDO, MAS DESISTE DE EXPULSAR AÉCIO


Candidato único à presidência do PSDB, Bruno Araújo deve ser eleito na convenção desta sexta-feira (31) em substituição a Geraldo Alckmin (PSDB). A nova direção, no entanto, desistiu de afastar políticos investigados por corrupção, como o deputado Aécio Neves (PSDB-MG), que liderou o golpe de 2016 e depois foi flagrado negociando propinas com o empresário Joesley Bastista, da JBS

247 – Mesmo sob nova direção, o PSDB não irá mais punir políticos investigados por corrupção, como o deputado Aécio Neves (PSDB-MG), que liderou o golpe de 2016 e depois foi flagrado negociando propinas com o empresário Joesley Batista, da JBS. 

"Candidato único à presidência do PSDB, Bruno Araújo deve ser eleito na convenção desta sexta-feira (31) em substituição a Geraldo Alckmin (PSDB), que por sua vez joga no time dos tucanos históricos fundadores da legenda em 1988", informa a jornalista Carolina Linhares, em reportagem na Folha. 

"O discurso de aliados do novo comando do PSDB, que falavam no afastamento de tucanos investigados por suspeita de corrupção, também ficará, por enquanto, só no papel. Nesta quinta (30), ao definir um código de ética no partido, a direção evitou regras drásticas outrora colocadas à mesa", aponta. "O entendimento na sigla foi de que qualquer um está sujeito a processos criminais e, por isso, não é possível dar aval a uma caça às bruxas."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara