Pesquisas Ibope: Lula atinge pelo menos 50% em todos os estados do Nordeste e Bolsonaro é mais forte em RR, AC e DF

Ex-presidente supera metade das intenções de voto nos estados do Nordeste; Bolsonaro lidera em 2 estados e no DF; Marina alcança seus maiores índices no Norte; e Ciro e Alckmin nos estados onde fizeram suas carreiras políticas.

Por Lucas Gelape, G1

Pesquisas estaduais realizadas pelo Ibope mostram que o ex-presidente Lula tem pelo menos 50% das intenções de voto em todos os estados do Nordeste (na pesquisa estimulada e considerada a margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos). Numericamente, o maior valor atingido pelo candidato do PT é no Piauí: 65%. Ele ainda atinge 63% no Maranhão, 62% em Pernambuco, 57% na Paraíba, 56% no Ceará e em Sergipe, 55% na Bahia e 53% em Alagoas e Rio Grande do Norte. O menor índice atingido por Lula é em Santa Catarina (20%).

O segundo colocado nas pesquisas, o candidato Jair Bolsonaro, atinge as suas maiores intenções de voto em dois estados do Norte, Roraima (38%) e Acre (35%), e no Distrito Federal (30%). Numericamente, seus piores índices são todos em estados do Nordeste, com o menor valor (8%) nos estados do Piauí e Sergipe.

As pesquisas foram realizadas em 25 estados e no Distrito Federal. Apenas em Minas Gerais ainda não foi divulgada uma pesquisa Ibope após o registro dos candidatos nas eleições deste ano.

O estado em que Marina Silva atinge seu valor mais alto é no Amapá (17%), enquanto Ciro Gomes atinge seu máximo no Ceará (15%), Geraldo Alckmin em São Paulo (12%) e Alvaro Dias no Paraná (22%).

Considerando a margem de erro, Lula tem a maior intenção de voto em 17 estados (todos do Nordeste mais AP, AM, MT, MS, PA, RJ, RS e TO), Jair Bolsonaro em 2 (RR e AC) e no DF, além de existirem empates técnicos em 6 estados (ES, GO, RO, SC, SP entre Jair Bolsonaro e Lula, e no PR entre Alvaro Dias, Jair Bolsonaro e Lula).

Pesquisas mostram % de intenção de voto em Lula (Foto: Igor Estrella/G1)
Pesquisas mostram % de intenção de voto em Bolsonaro (Foto: Igor Estrella/G1)

Cenários com Fernando Haddad:

As pesquisas estaduais também testaram cenários com Fernando Haddad como candidato do PT. Numericamente, a intenção de votos de Haddad está entre 1% (Amazonas e Roraima) e 6% (Piauí) na pesquisa estimulada.

Neste cenário, os resultados de Jair Bolsonaro são cerca de 3% melhores em média por estado, distribuídos de forma semelhante pelo país (a maior diferença é no Tocantins, com aumento de 6%). Já Marina Silva apresenta força em alguns estados do Norte e no Nordeste – seus 10 melhores resultados numericamente são nessas regiões (Amapá, Pará, Acre, Amazonas, Maranhão, Alagoas, Piauí, Sergipe, Pernambuco e Bahia).

Com a ausência de Lula, Ciro Gomes aumenta 24 pontos no Ceará, alcançando 39%. Além do estado onde foi governador, o candidato obtém aumentos maiores que 6% (suficiente para superar a margem de erro) em outros 3 estados comparado ao cenário anterior (Piauí, Maranhão e Tocantins). O melhor desempenho de Geraldo Alckmin continua a ser em São Paulo, onde passa a 15%.

Considerando a margem de erro e somente os candidatos, Jair Bolsonaro tem a maior intenção de voto em 14 estados (AC, AM, DF, ES, GO, MT, MS, RJ, RS, RO, RR, SC, SP, TO), Ciro em um (CE), além de existirem empates técnicos em 11 estados (AL, AP, BA, MA, PA, PB, PR, PE, PI, RN, SE).

Não sabe, não respondeu, brancos e nulos

Quando o ex-presidente está incluído na pesquisa, o estado com maior índice da soma de “não sabe / não respondeu” com brancos e nulos é o Rio Grande do Sul (25%). No cenário com Fernando Haddad, o estado com o menor número é o Acre (22%), sendo que este valor vai até 51%, no Rio Grande do Norte.

A alteração entre os cenários leva a um aumento médio de cerca de 16% em cada estado na soma de “não sabe / não respondeu” com brancos e nulos.

Sobre as pesquisas:

Todas as pesquisas têm margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

Confira as informações sobre cada pesquisa:

Acre: realizada entre 18 e 21 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 19 municípios. Contratada por Rádio TV do Amazonas Ltda. Registro no TRE protocolo nº AC-08479-2018 e no TSE protocolo nº BR‐00533/2018.
Alagoas: realizada entre 13 e 15 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 36 municípios. Contratada por TV Gazeta de Alagoas Ltda. Registro no TRE protocolo nº AL-00461/2018 e no TSE protocolo nº BR-01162/2018.
Amapá: realizada entre 13 e 16 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 14 municípios. Contratada por Rádio TV do Amazonas Ltda. Registro no TRE protocolo nº AP-03839/2018 e no TSE protocolo nº BR-07096/2018.
Amazonas: realizada entre 13 e 16 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 23 municípios. Contratada por Rádio TV do Amazonas Ltda. Registro no TRE protocolo nº AM-01315/2018 e no TSE protocolo nº BR-05767/2018.
Bahia: realizada entre 19 e 21 de agosto. Foram entrevistados 1.008 eleitores em 58 municípios. Contratada por Televisão Bahia S.A. Registro no TRE protocolo nº BA-03534/2018 e no TSE protocolo nº BR-09377/2018.
Ceará: realizada entre 13 e 15 de agosto. Foram entrevistados 1.204 eleitores em 58 municípios. Contratada por Televisão Verdes Mares Ltda. Registro no TRE protocolo nº CE-04197/2018 e no TSE nº BR-08812/2018.
Distrito Federal: realizada entre 21 e 23 de agosto de 2018. Foram entrevistados 1.204 eleitores. Contratada por Globo Comunicação e Participações S/A. Registro no TRE protocolo nº DF-03959/2018 e no TSE protocolo nº BR-00412/2018.
Espírito Santo: realizada entre 15 e 17 de agosto de 2018. Foram entrevistados 812 eleitores em 32 municípios. Contratada por A Gazeta do Espírito Santo Rádio e TV Ltda / TV Gazeta. Registro no TRE protocolo nº ES-09067/2018 e no TSE protocolo nº BR-06548/2018.
Goiás: realizada entre 14 e 16 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 39 municípios. Contratada pela Televisão Anhanguera S/A. Registro no TRE protocolo nº GO-00742/2018 e no TSE protocolo nº BR-05595/2018.
Maranhão: realizada entre 20 e 22 de agosto. Foram entrevistados 1.008 eleitores em 58 municípios. Contratada por Televisão Mirante Ltda. Registro no TRE protocolo nº MA-00502/2018 e no TSE protocolo nº BR-02085/2018.
Mato Grosso: realizada entre 21 e 24 de agosto de 2018. Foram entrevistados 812 eleitores em 36 municípios. Contratada por Televisão Ponta Porã Ltda. Registro no TRE protocolo nº MT-04065/2018 e no TSE protocolo nº BR-01573/2018.
Mato Grosso do Sul: realizada entre 21 e 23 de agosto de 2018. Foram entrevistados 812 eleitores em 32 municípios. Contratada por Televisão Ponta Porã Ltda. Registro no TRE protocolo nº MS-06269/2018 e no TSE protocolo nº BR-06268/2018.
Pará: realizada entre 15 e 19 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 45 municípios. Contratada por Televisão Liberal Ltda. Registro no TRE protocolo nº PA-08797/2018 e no TSE protocolo nº BR-05823/2018.
Paraíba: realizada entre 21 e 23 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 40 municípios. Contratada por Televisão Cabo Branco Lta e Televisão Paraíba Ltda. Registro no TRE protocolo nº PB-08079/2018 e no TSE protocolo nº BR-02889/2018.
Paraná: realizada entre 19 e 21 de agosto. Foram entrevistados 1.008 eleitores em 55 municípios. Contratada por Sociedade Rádio Emissora Paranaense SA. Registro no TRE protocolo nº PR-04869/2018 e no TSE protocolo nº BR-06574/2018.
Pernambuco: realizada entre 17 e 19 de agosto. Foram entrevistados 1.204 eleitores em 57 municípios. Contratada por Globo Comunicação e Participações S/A e Editora Jornal do Commercio S.A. Registro no TRE protocolo nº PE-00006/2018 e no TSE protocolo nº BR-09085/2018.
Piauí: realizada entre 18 e 20 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 40 municípios. Contratada por TV Rádio Clube de Teresina S.A. Registro no TRE protocolo nº PI-04617/2018 e no TSE nº BR-00028/2018.
Rio de Janeiro: realizada entre 17 e 20 de agosto. Foram entrevistados 1.204 eleitores em 39 municípios. Contratada por Globo Comunicação e Participações S/A e Editora Globo S.A. Registro no TRE protocolo nº RJ-03249/2018 e no TSE protocolo nº BR-00596/2018.
Rio Grande do Norte: realizada entre 14 e 16 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 40 municípios. Contratada por Televisão Costa Branca Ltda. Registro no TRE protocolo nº RS-05553/2018 e no TSE protocolo nº BR-03466/2018.
Rio Grande do Sul: realizada entre 14 e 16 de agosto. Foram entrevistados 1.008 eleitores em 60 municípios. Contratada por RBS Participações S A. Registro no TRE protocolo nº RS-01969/2018 e no TSE protocolo nº BR-06119/2018.
Rondônia: realizada entre 18 e 21 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 30 municípios. Contratada por Rádio TV do Amazonas Ltda. Registro no TRE protocolo nº RO-03015/2018 e no TSE protocolo nº BR-09340/2018.
Roraima: realizada entre 13 e 16 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 14 municípios. Contratada por Rádio TV do Amazonas Ltda. Registro no TRE protocolo nº RR-03241/2018 e no TSE protocolo nº BR-01235/2018.
Santa Catarina: realizada entre 14 e 16 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 46 municípios. Contratada por NC Comunicações S.A. Registro no TRE protocolo nº SC-09381/2018 e BR-09360/2018.
São Paulo: realizada entre 17 e 19 de agosto. Foram entrevistados 1.204 eleitores em 66 municípios. Contratada por Globo Comunicação e Participações S/A e S/A O Estado de São Paulo. Registrado no TRE protocolo nº SP-00450/2018 e no TSE protocolo nº BR-05723/2018.
Sergipe: realizada entre 14 e 16 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 36 municípios. Contratada por Rádio Televisão de Sergipe Ltda. Registro no TRE protocolo nº SE-02253/2018 e no TSE protocolo nº BR-06887/2018.
Tocantins: realizada entre 14 e 16 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 38 municípios. Contratada por Centro Norte de Comunicação Ltda. Registro no TRE protocolo nº TO-07815/2018 e no TSE protocolo nº BR-03809-2018.

Postagens mais visitadas deste blog

ZÉ ELIAS CONCEDE ENTREVISTA E FALA SOBRE O MOMENTO DIFÍCIL QUE ESTÁ PASSANDO

EDILSON TAVARES, UM OUTSIDER QUE DEU CERTO