Adalberto de Oliveira assume comando do TJPE

Meta do magistrado é dar mais celeridade processual

Cerimônia de posse do novo presidente do TJPE
Foto: Arthur Mota/Folha PE


O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) está com novo comando para o biênio 2018/2020. Tomou posse no cargo, nesta segunda-feira, 5, o desembargador Adalberto de Oliveira Melo. Ele substitui o desembargador Leopoldo Raposo. Num ato repleto de autoridades políticas e do mundo jurídico, o desembargador afirmou que a meta será aumentar a celeridade processual. 

"Vamos ter aqui um verdadeiro foro criminal na Comarca de Recife para facilitar toda a situação que envolve juízes, detentos, audiência de custódia e tudo mais pertinente", disse Adalberto reforçando também que implantará o processo judicial eletrônico nas varas de família e criminais.

Além do desembargador, também tomaram posse os demais integrantes da Mesa Diretora. São eles: os desembargadores Cândido Saraiva, primeiro vice-presidente; Antenor Cardoso, segundo vice-presidente; e Fernando Cerqueira, corregedor-geral da Justiça. Todos foram eleitos em 14 de novembro de 2017 e ficam no cargo até fevereiro de 2020.

Biografia

Adalberto de Oliveira Melo nasceu em 16 de novembro de 1951 na cidade de Caruaru, Agreste de Pernambuco. Em 1975, tornou-se bacharel em Direito, na Faculdade de Direito de Caruaru. Assumiu o cargo de juiz de direito aos 29 anos na comarca de Pedra. Em 1986, foi promovido a juiz substituto da Capital. Um ano depois, passou a exercer a função de juiz auxiliar da Corregedoria Geral da Justiça. O magistrado foi ainda juiz Eleitoral de Salgueiro, em 1988. 

No ano seguinte, foi membro do Colégio Recursal dos Juizados Especiais por dois anos. Integrou ainda a Comissão de Estudos Preliminares, elaborando o esboço do anteprojeto do novo Código de Organização Judiciária do Estado de Pernambuco. Em 1992, foi designado juiz titular do I Colégio Recursal e, desde 1997, respondia pela 18ª Vara Cível da Capital. 

Adalberto Melo foi promovido a desembargador pelo critério de antiguidade em 2004. Foi membro eleito da Corte Especial nos anos de 2010 a 2012. Assumiu, em fevereiro de 2016, o cargo de primeiro vice-presidente do Tribunal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara