Maia e Gilmar admitem volta de doação eleitoral de empresas

Fundo eleitoral perde força. Crédito: Felipe Rau/Estadão

A proposta que cria um fundo público bilionário para financiar campanhas em 2018 enfrenta resistência e terá dificuldade para ser aprovada no Congresso, avaliaram participantes do Fórum Estadão - Reforma Política em Debate.


O valor bilionário recebe críticas, e PEC no Senado passa a ser cogitada. Pelo texto aprovado na Comissão Especial da Câmara, a reserva para campanhas seria de R$ 3,6 bilhões. Mas não é só isso.


Enquanto no Congresso a briga é para se manter no cargo, nas ruas, número assombroso da violência, como ressalta a colunista Eliane Cantanhêde: 'corrupção e violência de mãos dadas, contra os brasileiros e o futuro do Brasil'.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara