Maia e Gilmar admitem volta de doação eleitoral de empresas

Fundo eleitoral perde força. Crédito: Felipe Rau/Estadão

A proposta que cria um fundo público bilionário para financiar campanhas em 2018 enfrenta resistência e terá dificuldade para ser aprovada no Congresso, avaliaram participantes do Fórum Estadão - Reforma Política em Debate.


O valor bilionário recebe críticas, e PEC no Senado passa a ser cogitada. Pelo texto aprovado na Comissão Especial da Câmara, a reserva para campanhas seria de R$ 3,6 bilhões. Mas não é só isso.


Enquanto no Congresso a briga é para se manter no cargo, nas ruas, número assombroso da violência, como ressalta a colunista Eliane Cantanhêde: 'corrupção e violência de mãos dadas, contra os brasileiros e o futuro do Brasil'.

Postagens mais visitadas deste blog

ZÉ ELIAS CONCEDE ENTREVISTA E FALA SOBRE O MOMENTO DIFÍCIL QUE ESTÁ PASSANDO

EDILSON TAVARES, UM OUTSIDER QUE DEU CERTO