'Gasolina de graça amanhã': lulistas ironizam Bolsonaro na pesquisa Ipec

Governo federal aprovou a redução do ICMS sobre combustíveis, com prazo até 31 de dezembro, para tentar reduzir descontentamento com o aumento de preços

EM Estado de Minas

Críticos ao governo Jair Bolsonaro (PL) fazem piada após pesquisa Ipec apontar que a diferença entre o presidente e Lula segue em 13 pontos percentuais(foto: Reprodução/Twitter)

Nas redes sociais, lulistas reagiram com bom humor a divulgação da pesquisa Ipec, nesta segunda-feira (5/9), que aponta Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 13 pontos percentuais à frente de Jair Bolsonaro (PL) nas intenções de voto.

Opositores ao governo passaram a ironizar que "vai ter gasolina de graça amanhã!", como uma forma de fazer troça do presidente.


O candidato à reeleição buscou aprovar uma série de medidas para tentar reverter sua rejeição frente ao petista, mas, até o momento, o cenário segue inalterado conforme apontado pela pesquisa.

'Uma das medidas que o governo tomou para tentar melhorar a imagem foi a aprovação da redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos combustíveis, com prazo até 31 de dezembro deste ano, o que diminuiu o preço da gasolina para o consumidor final.

Bolsonaro chegou a decretar que os postos de gasolina informassem os consumidores sobre o preço antes e depois do corte do ICMS. A informação deve ser inserida de "forma correta, clara, precisa, ostensiva e legível", diz trecho da redação.


Outros disseram que nem o aumento de R$ 200 do Auxílio Brasil, Vale Gás e o Auxílio-Combustível para caminhoneiros, que só puderam ser feitos devido ao estado de emergência aprovado em julho, ajudou o governo Bolsonaro a reverter os números de popularidade baixa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'Chocante é o apoio à tortura de quem furta chocolate', diz advogado que acompanha jovem chicoteado

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre