Danilo: “Se a comida mata a fome do povo, a cultura é que alimenta a alma”


Enquanto Bolsonaro passeava de moto no Recife, neste sábado (6), o time de Lula estava defendendo a cultura em um ato político promovido pela Frente Popular, na Casa da Rabeca, em Olinda. 

O candidato a governador Danilo Cabral criticou o desmonte que o atual presidente da República promoveu no setor; reforçando que Lula vai voltar a governar o Brasil, reconstruindo o segmento. O socialista também firmou compromissos com a área. “Se a comida mata a fome do povo, a cultura é que alimenta a alma”, cravou Danilo, ao lado das candidatas a vice, Luciana Santos, e ao Senado, Teresa Leitão; e dos candidatos a federal, Pedro Campos, e a estadual, Sileno Guedes.

Danilo reforçou que será “o governador da cultura popular”. E o socialista tem autoridade para tal. Foi a Frente Popular o conjunto político que mais tirou do papel ações e políticas públicas desse segmento em Pernambuco. “Lá atrás, foi Arraes quem mobilizou os artistas no Movimento de Cultura Popular. Uma das primeiras iniciativas de organização da luta do povo, para que se alfabetizasse aquelas pessoas que estavam ali nas periferias do Recife. E a Frente Popular organizou isso juntando artistas. Mais para frente, foi Eduardo Campos quem recriou a Secretaria de Cultura de Pernambuco. Fui secretário de Educação e tive a honra de ter como colega de secretariado Ariano Suassuna”, salientou.

Ao lado de figuras representativas da nossa cultura, como Pedro Salu e dona Leda Alves, Danilo argumentou que vai “fortalecer os instrumentos de escuta popular” quando governador. “Eu não tenho dúvida nenhuma que a gente vai construir uma bonita caminhada. A cultura sempre foi uma expressão da resistência. Nós queremos os conselhos. Ter o Conselho Estadual discutindo, não só aqui no Recife, mas em todo o estado; no Sertão, Agreste e Mata. Nós queremos estar presentes para saber o que cada região pensa”, pontuou o candidato, que também falou em avançar nos mecanismos de financiamento do setor.

“Cultura precisa de dinheiro, de investimento”, explicou Danilo, lembrando que foi a Frente Popular quem triplicou os investimentos em políticas públicas na área. “Vocês terão sentado naquela cadeira o ‘governador da cultura popular de Pernambuco’. Eu sou animado. A gente precisa animar o povo. Eu estou muito animado para que a gente fazer o povo pernambucano dar um salto de qualidade. Viva a cultura de Pernambuco, viva a cultura popular!”, encerrou.

Foto: Marcus Mendes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'Chocante é o apoio à tortura de quem furta chocolate', diz advogado que acompanha jovem chicoteado

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre