Governo do Estado monta espaço de proteção para evitar violações de direitos de crianças e adolescentes durante a Fenearte


Além de ser um local de acolhimento, o Fenearte Cidadania vai ofertar atividades de integração social, cultura, desenvolvimento de habilidades motoras e cognitivas


Para prevenir as violações de direitos de crianças e adolescentes no entorno da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), a Secretaria estadual de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) promove pela quarto ano consecutivo o Fenearte Cidadania, espaço de proteção que vai acolher crianças e adolescentes que foram identificadas em situação de risco ou em trabalho infantil e exploração sexual. 


Até o dia 17 de julho, data do encerramento da feira, a estrutura vai oferecer atividades que promovam a integração social, cultural e de desenvolvimento de habilidades motoras e cognitivas. Os horários seguirão os mesmos do evento: de segunda a sexta, das 14h às 22h, e aos sábados e domingos, das 10h às 22h. O espaço fica localizado no hall de acesso aos teatros e auditórios do Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. 



A programação das atividades irá consistir em oficinas informativas, contação de histórias, atividades culturais e apresentações artísticas. Cerca de 60 profissionais estaduais e das prefeituras de Olinda e Recife estão envolvidos na ação. “O espaço será projetado para atender 70 crianças e adolescentes diariamente. Esse público pode chegar de forma espontânea ou através da busca ativa da nossa equipe, que fará a conscientização dos pais ou responsáveis. É importante considerar que os perfis de público do Fenearte Cidadania são os de situação de vulnerabilidade e exposição aos contextos de violação de direitos, como filhos de ambulantes e comerciantes que estarão trabalhando direta ou indiretamente na Feira”, explica o secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Edilazio Wanderley. 


Além das Prefeituras de Olinda e Recife, a realização da Fenearte Cidadania é feita em parceria com as secretarias estaduais de Cultura e Turismo, Educação e Esportes, e a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (Addiper).


Foto: Marcelo Vidal

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'Chocante é o apoio à tortura de quem furta chocolate', diz advogado que acompanha jovem chicoteado

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre