Ratinho sugere eliminar deputada do PT com metralhadora por causa de projeto de lei

Natália Bonavides afirmou que entrará com medidas judiciais contra o apresentador

CS Cecília Sóter
Correio Braziliense

(crédito: SBT/ reprodução)

O apresentador Ratinho fez uma declaração polêmica na última quarta-feira (15), durante o programa Turma do Ratinho, na rádio Massa FM. Ele sugeriu que a deputada Natália Bonavides fosse “eliminada” com uma “metralhadora”.

A declaração foi feita ao comentar um projeto de lei que pretende tirar a expressão “marido e mulher” de certidões de casamentos civis. “Natália, você não tem o que fazer, não? Você não tem o que fazer, minha filha? Vá lavar roupa do teu marido, a cueca dele, porque isso é uma imbecilidade querer mudar esse tipo de coisa. Tinha que eliminar esses loucos? Não dá para pegar uma metralhadora, não?”, disse o apresentador.

Após o ataque do apresentador, a parlamentar se pronunciou no Twitter e disse que vai acionar a justiça. “O apresentador Ratinho sugeriu que eu fosse metralhada, em programa visto por milhares de pessoas. Incitar homicídio é crime! Ele coloca a minha vida e minha integridade física em risco. Ratinho ainda disse que eu fosse lavar as cuecas de meu marido. Essas ameaças e ataques covardes não ficarão impunes. O apresentador utilizou uma concessão pública para cometer crime. Vamos acioná-lo judicialmente, inclusive criminalmente”, afirmou a deputada petista.

Natália recebeu o apoio de colegas de partido, incluindo o presidente Lula. “Querida companheira deputada @natbonavides, inaceitáveis as falas machistas e de incitação à violência de gente atrasada. Lugar das mulheres é onde elas quiserem, inclusive na política, que precisa de mais pessoas de luta e fibra como você”, escreveu o petista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

'Chocante é o apoio à tortura de quem furta chocolate', diz advogado que acompanha jovem chicoteado