“Gestão da educação nos governos do PSB é castelo de cartas prestes a ruir”, afirma Priscila Krause


Por Priscila Krause

Um castelo de cartas prestes a ruir: secretarias de Educação de PE e do Recife, vitrines do PSB, são os principais alvos da Operação Literatus, deflagrada hoje pela PF, MPF e CGU. Reflexo da Operação Casa de Papel (Covid-19), aponta para gravíssimas irregularidades na gestão do dinheiro da educação. Estão sob investigação crimes de corrupção, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro com recursos para compra de livros e kits escolares.

Não é de hoje que temos levantado que a área de educação, assim como a da saúde, é alvo da má gestão e da corrupção nas administrações sob o comando do PSB. Do ano passado para cá, a compra secreta de instrumentos musicais, o galpão de R$ 12,8 milhões no Cabo e os tablets da gestão João Campos são exemplos de que a educação das crianças e dos jovens tem na verdade servido para outros fins, contrários ao interesse público.

Os gravíssimos fatos apurados pelos órgãos de controle envolvem, segundo informação do MPF, transações financeiras que somam absurdos R$ 2,4 bilhões. Malversação de recursos em torno de contratos antigos e também atuais a partir de uma complexa rede de empresas pertencentes a um mesmo grupo e que expandiu sua atuação a partir da gestão da capital pernambucana no início dos anos 2010.

Cabe ao governador do Estado e ao prefeito do Recife posicionamentos o quanto antes sobre as suspeitas de irregularidades em área tão importante de suas gestões. Na Assembleia Legislativa, sigo atenta aos fatos, confiando na condução decisiva e responsável dos órgãos de controle, fundamentais para a garantia de que o dinheiro destinado ao futuro das nossas crianças não continue desviado em favor do enriquecimento e da perpetuação de projetos de poder.

Priscila Krause
Deputada estadual

Foto: divulgação/Alepe.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'Chocante é o apoio à tortura de quem furta chocolate', diz advogado que acompanha jovem chicoteado

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre