Santa Cruz realiza o Primeiro Fórum Municipal de Valorização da Criança e do Adolescente

O evento foi uma parceria do Governo Municipal, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, com o COMDECA e teve como objetivo divulgar e incentivar as ações em prol dos direitos da criança e do adolescente


Nesta quarta-feira (24), o município de Santa Cruz do Capibaribe foi sede do seu 1º Fórum Municipal de Valorização da Criança e do Adolescente, evento realizado em parceria da Prefeitura com o COMDECA, onde foram mostradas, discutidas e incentivadas as políticas públicas em prol do combate ao trabalho infantil e a defesa dos direitos da criança e do adolescente. O evento faz parte da AEPETI - Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, que tem Ana Letícia como coordenadora municipal.

Na ocasião, além de apresentações das crianças e adolescentes atendidas pelas políticas públicas da cidade, foram realizadas rodas de conversa com representantes da Gestão Municipal, como também membros da AEPETI e do COMDECA, tratando a importância da conscientização da população santa-cruzense em relação ao trabalho infantil e as consequências do mesmo para a saúde mental e física dos jovens.

Ana Letícia, Coordenadora do AEPETI

O prefeito Fábio Aragão prestigiou o evento, e aproveitou a oportunidade para reafirmar seu compromisso em ampliar as ações em prol da criança e do adolescente. "Desde o início da nossa gestão, estamos buscando fortemente a valorização da criança e do adolescente. Estamos criando novas políticas, e mais recentemente começamos uma reestruturação na nossa Rede de Ensino com a reforma nas escolas, que ainda serão totalmente climatizadas", disse o gestor, que também frisou a adesão do município ao Selo UNICEF, que avalia os municípios e suas ações em prol da criança e do adolescente. "Sabemos que Santa Cruz é uma cidade com economia forte, e isso acaba criando um senso de urgência para que os jovens entrem no mercado de trabalho. Com isso, precisamos ampliar nossas políticas públicas tanto para conscientizarmos a população, quanto para alcançarmos esses jovens e garantirmos que ele tenham seus direitos preservados, com uma educação e qualidade de vida dignas, que são duas das principais diretrizes do Selo UNICEF, ao qual aderimos no início da gestão", concluiu.

Representando o COMDECA, o presidente Alencar Lopes destacou a importância das parcerias com o poder público para criação de novas políticas públicas. "Nossa luta pelos direitos da criança e do adolescente é contínua, e com o apoio do governo municipal, junto dos outros órgãos como Conselho Tutelar, CRAS e CREAS, estamos conseguindo levar nossas políticas para ainda mais jovens que necessitam. Agora, com a realização do Fórum, podemos ver os resultados e continuar trabalhando para conseguirmos mais melhorias", declarou.







Edição- Jorge Luis

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

'Chocante é o apoio à tortura de quem furta chocolate', diz advogado que acompanha jovem chicoteado