"A atual gestão do Iterpe, sob comando de Henrique Queiroz, resolveu em um dia o que passamos 10 anos tentando, sem solução”, comemoram representantes da associação Provida


Representantes da Associação dos Promotores da Cultura e da Cidadania (Provida) vieram pessoalmente ao Iterpe, nesta segunda-feira (22), agradecer ao presidente Henrique Queiroz, bem como à técnica em Desenvolvimento Social Cristiany Loureiro e ao técnico Danilo Silva, o empenho e o apoio na resolução de uma questão pendente junto à dívida ativa da União da Associação Borda do Lago, dos pequenos agricultores do Umbuzeiro, no município de Floresta, Sertão do Estado.

“A atual gestão do Iterpe resolveu em um dia o que passamos 10 anos tentando, sem solução. Fizeram um excelente trabalho, ajudando os trabalhadores a renegociarem a dívida. Nós só temos a agradecer a competência e agilidade”, comemoraram o presidente e a vice-presidente do Provida, respectivamente o padre Luciano Pereira Aguiar, coordenador da Pastoral Social da Diocese de Floresta; e Cláudia Leal, que estiveram acompanhados do frei franciscano César Lindemberg e da secretária do Provida, Alba Leal. Também esteve presente o coordenador jurídico do Iterpe, Bartolomeu Vieira.

Cristiany Loureiro e Danilo Silva, que integram a equipe do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) do Iterpe, visitaram os agricultores e agricultoras da Associação Borda do Lago, que estavam inadimplentes na dívida ativa da União, e os orientaram a renegociarem a dívida junto à Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, a qual foi feita pelo site da própria Procuradoria. Com o apoio do Iterpe, as 20 famílias residentes na Unidade Produtiva garantiram o direito a uma moradia digna. O Provida é uma ONG, com sede em Inajá, que atua em favor de comunidades indígenas, quilombolas, assentamentos, comunidades rurais e urbanas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado