Humberto Costa apoia candidatura única pela Frente Popular para disputar o Governo em Pernambuco


“Pernambuco felizmente adotou uma forma correta de fazer um enfrentamento a pandemia, está conseguindo bons resultados, e agora, com a gestão das finanças públicas bem feitas, nós estamos tendo a oportunidade de ver o Estado com recursos para fazer investimentos, promover desenvolvimento e gerar empregos”, falou o senador Humberto Costa (PT-PE), traçando elogios ao plano de retomada lançado pelo governador Paulo Câmara, durante entrevista ao Blog do Alberes Xavier.

Membro da CPI da Covid-19, Humberto destacou que a Comissão “cumpriu um grande papel, especialmente no sentido de mostrar de quem são as responsabilidades por essa situação tão grave que estamos vivendo hoje; de pressionar que o Governo trabalhasse para que obtivesse as vacinas, que fizeram com que a doença comece a declinar fortemente”. Os trabalhos estão previstos para serem concluídos no próximo dia 20.

Humberto relatou que no encontro que teve recentemente com o ex-presidente Lula, que aconteceu em Brasília, houve conversas sobre o cenário político nacional e em Pernambuco. Segundo Costa, Lula está ciente que o caminho dentro do PSB para um entendimento com o PT nacionalmente está muito bem pavimentado. O senador disse para o ex-presidente que em Pernambuco, “desejaria que houvesse uma candidatura única para disputar a vaga no Palácio do Campo das Princesas”, frisou.

O petista destacou seu otimismo para a escolha de um nome em consenso priorizando o apoio no estado a candidatura do ex-presidente Lula. “Tendo um nome competitivo da Frente Popular, seja de qual partido for, naturalmente que o PSB tem a primazia nisso, eu creio que nós conseguiremos fazer essa aliança [...] o importante para nós é que Pernambuco dê uma boa contribuição a vitória do presidente Lula”, assegurou o senador Humberto Costa na Rede Pernambuco de Rádios.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado