André de Paula afirma que retira sua candidatura “na hora” se Paulo Câmara decidir ser candidato ao senado

O presidente estadual do PSD em Pernambuco acredita que este não é o melhor momento para reformas no modelo eleitoral de votação


“Neste momento a melhor reforma é não haver reformas”, o deputado federal e presidente estadual do PSD, André de Paula, defende o atual modelo eleitoral de votação. Segundo o deputado: “Não é fácil montar uma chapa, quando, por exemplo, não se é do partido do governo”. No entanto, o deputado considera que a pluralidade de partidos é um grande problema na democracia do país. “O eleitor não se identifica por nenhum, não se sente ligado por ideias. Ele vota no deputado, no senador. Ele não vota no partido”, justifica.

Eleições 2022: André de Paula é um dos nomes que está colocado para disputar uma vaga ao senado nas eleições de 2022. Durante entrevista ao ao Blog do Alberes Xavier, o deputado afirmou que abre mão da vaga em favor a Paulo Câmara na condição de que o atual governador decida concorrer. “Se Paulo Câmara decidir ser candidato ao senado eu retiro minha candidatura na hora”, disse. “É um nome natural. Homem de bem, um bom gestor, um cara correto”, frisou.

Símbolo do Centrão: No inicio do mês o presidente Jair Bolsonaro nomeou o senador Ciro Nogueira (PP-PI) como ministro chefe da Casa Civil. O ato foi publicado na edição do dia 28/07 do "Diário Oficial da União" (DOU). André considera a nomeação de Ciro como uma grande adesão ao Governo pela experiência e qualidades do senador. “Chega um profissional da política, presidente de um dos maiores partidos do Brasil. É um cara articulado. Ciro é o símbolo da adesão de Bolsonaro ao Centrão”, pontuou André, à Rede Pernambuco de Rádios.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado