Servidor diz que é melhor do que professora “por ter pênis” e áudio viraliza


Rayker Jeorge da Silva Oliveira

“Só por eu ter um órgão masculino entre as pernas já sou melhor que você. Só na escala da evolução tenho uma resistência física muito maior, uma inteligência maior e ganho um salário melhor”, disse o funcionário público, que acabou demitido após a repercussão do áudio

Um funcionário público da Prefeitura de Goianésia (GO) foi exonerado após um áudio em que ele ofende uma professora viralizar nas redes sociais. Na gravação, Rayker Jeorge da Silva Oliveira diz que, por ser homem, é superior e mais inteligente do que a pedagoga.

“Só pelo fato de eu ter um órgão masculino entre as pernas já sou melhor que você. Entendeu? Só na escala da evolução tenho uma resistência física muito maior, tenho uma inteligência maior e ganho um salário melhor. Então, sou basicamente um deus e você é quem?”, disse o servidor.

Em outra gravação, ele diz que seu diploma de advogado tem valor e que usaria o diploma de pedagogo para “limpar a bunda”. Ele também afirma que há risco de mais 4 anos “na vida boa” caso o prefeito Renato Menezes de Castro seja reeleito. “Se o Renatão reeleger é mais quatro anos na capanga. E vocês vão pagar essa movimentação todinha. Todo esse inferninho vai ter sido em vão. No final, nós vamos ganhar e pisar na goela de todo mundo”, ameaça.

Após a repercussão do caso, ele pediu desculpas. “Conforme a discussão avançou, me exaltei um pouco nas palavras e, na tentativa de ofender essa pessoa, ofendi uma classe inteira de profissionais. Peço desculpa a todos os professores e pedagogos. As palavras eram dirigidas a uma pessoa e não a todos os profissionais”, disse.

Rayker tinha cargo comissionado na Prefeitura de Goianésia como Assessor de Apoio Executivo desde 2017, com um salário de R$ 2.547,55. Ele foi exonerado na quinta-feira (24/9), no entanto, o nome dele ainda aparece como servidor ativo no Portal da Transparência do município.

Em nota, a prefeitura da cidade repudiou o conteúdo dos áudios e disse que reconhece a importância da classe dos professores.

“A prefeitura de Goianésia repudia veementemente as declarações presentes em um áudio que circulou fazendo declarações aos profissionais da educação”, diz a nota publicada no Instagram do prefeito da cidade, Renato de Castro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

CICLISTAS SANTA-CRUZENSES DE MALAS PRONTAS PARA NOVOS DESAFIOS