Messer diz que foi avisado de operações policiais, e MP abre investigação



O MPF-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) abriu investigação para apurar a afirmação do doleiro Dario Messer, em sua delação premiada, de que ele teria sido avisado sobre operações policiais.

Nos documentos da delação aos quais o UOL teve acesso, Messer admite que soube com antecedência de uma operação para prender ele e outros doleiros em 2018. Disse, inclusive, ter avisado pessoalmente operadores de câmbio do Rio sobre a ação.

O documento sobre o depoimento do doleiro, contudo, não aponta nomes ou revela maiores detalhes da suposta rede de informantes. Procurada pelo UOL, a defesa de Messer não quis se manifestar.

Messer também afirmou que seu ex-sócio Najun Turner teria "amigos na PF" de São Paulo. De lá teria partido o alerta sobre a operação de 2018 e "várias" outras deflagradas contra doleiros –Messer não especificou quais.

A PF informou que "qualquer notícia de desvio funcional que possa surgir é investigada pela instituição". Ressaltou também que não comenta eventuais investigações em andamento. Procurada pelo UOL, a defesa de Turner não quis se manifestar.

A força-tarefa da Lava Jato no MPF-RJ confirmou que há investigações em curso sobre os tais vazamentos. "Pelo bem das próprias investigações, não podemos comentar", declarou.

A Operação Câmbio, Desligo, realizada em 2018 com alvo em Messer e outros doleiros, foi a etapa da Lava Jato com o maior números de mandados de prisão emitidos: 43. Messer disse em delação que soube da operação e, por isso, fugiu para o Paraguai. Ele foi um dos 12 doleiros não localizados pela PF.

A Câmbio, Desligo não foi a única operação policial da qual Messer escapou. Em 2009, foi deflagrada a Operação Sexta-Feira 13, na qual ele também teve sua prisão decretada. Messer não foi localizado por policiais naquela ocasião.

Quem mantinha contato com o doleiro afirmou que ele também soube da ação com antecedência e se refugiou em Israel. Só voltou ao Brasil quando conseguiu um habeas corpus na Justiça.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

CICLISTAS SANTA-CRUZENSES DE MALAS PRONTAS PARA NOVOS DESAFIOS