Eduardo da Fonte e mais de 150 entidades civis defendem o Renda Básica e a extensão do auxílio emergencial até dezembro


Mais de 150 entidades da sociedade civil assinaram um abaixo assinado pedindo o pagamento dos R$ 600 do auxílio emergencial até dezembro. Na manhã desta sexta-feira, o painel de assinaturas marcava mais de 120 mil assinaturas de pessoas favoráveis ao projeto. O deputado federal Eduardo da Fonte (PP/PE) já protocolou dois projetos de lei que atendem ao pleito. O PL 2550/20 estende o pagamento do auxílio emergencial até 31 de dezembro, já o PL 3023/20 cria um programa social com o pagamento mensal e permanente de R$ 600. Diversos países adotaram medidas semelhantes para dar dignidade e garantir uma renda mínima para a população.

Nesta semana, o governo federal sinalizou que deve prorrogar o auxílio. Parlamentares também se manifestaram favoráveis ao projeto. Eduardo da Fonte já reuniu uma ampla frente política que apoia a extensão do benefício, pelo menos 273 deputados federais são favoráveis ao projeto do parlamentar que prorroga o pagamento do auxílio emergencial.

“Nós, juntamente com a sociedade, defendemos o auxílio emergencial e estamos nos mobilizando para manter o pagamento até o fim do ano. Também queremos criar o Renda Básica para ajudar as pessoas mesmo após o fim da pandemia. O benefício está garantindo a sobrevivência para milhões de famílias que tiveram sua renda comprometida por causa do coronavírus. Precisamos garantir a segurança econômica dessas pessoas”, afirmou Eduardo da Fonte.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Filho deve substituir Aragão candidato em Santa Cruz