Porto Digital abre 3200 vagas de emprego para 2020


O Porto Digital apresentou, nesta terça-feira (28), o balanço de suas atividades em 2019. Um dos principais parques tecnológicos do Brasil, o ambiente de inovação fechou 2019 com faturamento quase 24% maior do que no ano anterior. O dado confirma o crescimento contínuo das empresas para 2020 e proporciona a abertura de mais postos de trabalho. 

Destacando a importância dos números do Porto Digital, o secretário Aluísio Lessa falou das ações que estão sendo desenvolvidas pelo Governo do Estado para garantir a expansão do Ecossistema de Inovação. "O Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), tem promovido políticas públicas para ampliar o ecossistema. Assim como o Porto Digital é referência em tecnologia da informação e economia criativa, temos a intenção de colocar o Parqtel em destaque na parte de hardware e de manufatura da indústria 4.0. E já estamos trabalhando para que as vagas de trabalho que serão abertas sejam ocupadas por profissionais pernambucanos", ressaltou. 

Em 2019, o faturamento das empresas embarcadas no Porto Digital chegou a R$ 2,3 bilhões - valor 23,94% maior do que o registrado no ano anterior, de R$ 1,8 bilhão. Mesmo diante da crise econômica que paira sobre o país, os setores de tecnologia da informação e economia criativa se mostram capazes de ajudar na recuperação do Brasil e impulsionar a posição de destaque de Pernambuco para o mundo no setor.

Entre as empresas que mais cresceram destacam-se a In Loco, que participou do programa de incubação do parque e está prestes a ser o primeiro unicórnio (termo que identifica startups que possuem avaliação de preço de mercado no valor de mais de 1 bilhão de dólares) do Ecossistema de Inovação de Pernambuco; a Insole, criada há pouco menos de sete anos e já é responsável por aproximadamente 10% dos sistemas de geração solar distribuída instalados no Brasil; e a Fusion, que tem um software para gestão de entregas com módulos integrados e foco na redução de custo e aumento de nível de serviço.

O número de empresas também aumentou - passou de 319 em 2018 para 339 em 2019. Com o crescimento vem a abertura de cerca de 3.200 vagas de emprego para 2020. Na lista das empresas com o maior número de colaboradores estão atualmente a Accenture, Avanade, Avantia, CESAR, Globo, Pitang, Serttel, Speedmais, Stefanini e Tempest. Ao todo, o parque terminou o ano de 2019 com 11.659 profissionais empregados.

“Esse é o principal desafio não só do Porto Digital, mas em todo o mundo: a formação de capital humano para trabalhar em empresas de tecnologia. Por isso vamos acelerar ainda mais as parcerias e estratégias para fomentar e atrair mais estudantes e profissionais para a área de TIC”, indicou o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena.

A meta do Porto Digital é, até 2025, ter cerca de 20 mil colaboradores distribuídos em 500 a 600 empresas no parque, com faturamento anual de R$ 3,5 bilhões. Com a expansão proposta, o parque dobrará de tamanho em relação a 2018 - quando havia cerca de nove mil profissionais em 300 empresas, com faturamento anual de R$ 1,7 bilhão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

CICLISTAS SANTA-CRUZENSES DE MALAS PRONTAS PARA NOVOS DESAFIOS