Magazine Luiza é autuada e não comprova descontos de 70% em liquidação

O Procon-PE fiscalizou as lojas da rede no Centro do Recife, 
Casa Amarela e em dois shoppings da capital

Movimentação nas lojas da Magazine Luiza foi intensa durante toda esta sexta-feira (3)
Foto: Léo Motta/ JC Imagem

Lucas Moraes
JC On Line

A rede de lojas Magazine Luiza foi autuada pelo Procon de Pernambuco, nesta sexta-feira (3), por propaganda enganosa e falta de informação durante a realização da sua "Liquidação Fantástica". A ação promocional da gigante do varejo prometia descontos de até 70% em alguns produtos das lojas, o que não foi comprovado pelo Procon-PE em fiscalização a lojas no Recife. 

Leia Também
De acordo com a gerente de fiscalização do Procon-PE, Danyelle Sena, nos cartazes que continham os preços faltavam as informações de que o valor era apenas para pagamento à vista. “Não havia informações dos juros cobrados, caso o consumidor parcelasse a compra e nem por quanto ficaria o produto. Nesse caso autuamos a empresa”, explicou.

Uma das chamadas da loja, para atrair os consumidores, era sobre produtos com desconto de ate 70% de desconto. “Durante a fiscalização não encontramos nenhum produto como esse tipo de desconto. Demos 10 dias para que eles comprovem pelo menos um produto de cada departamento que estava sendo oferecido com 70% de desconto para o consumidor”, afirma Sena. Pela falta de informação, como houve notificação, a empresa será multada.

Liquidação

Em Pernambuco, ao todo 57 lojas participaram da liquidação fantástica da Magazine Luiza, incluindo as dos shoppings RioMar, Tacaruna e Recife, que abriram às 6h com estoque reforçado para quem comprar já levar o produto na hora. 

Tradicional ação da marca varejista, a liquidação é famosa por filas gigantes na porta de algumas unidades, além dos descontos abaixo do preço normal de alguns produtos comercializados. No recife, a movimentação foi grande durante todo o dia. Com lojas cheias e maioria dos clientes satisfeitos com o preço dos produtos encontrados. 

Na fiscalização, o Procon-PE passou pelas lojas da Rua da Concórdia, no Centro, da Rua Padre Lemos, em Casa Amarela, e as dos shoppings Recife e Rio Mar, localizados na Zona Sul do Recife.

Além das lojas citadas no Recife, foram autuadas pelos respectivos órgãos estaduais também unidades em Minas Gerais e Rio Grande do Sul, segundo informações repassadas pelo Procon-PE. 

"Cada loja foi notificada e tem o prazo de dez dias para apresentar a defesa. A questão do valor da multa só estará sendo analisada depois. Primeiro a gente recebe a defesa da rede, analisa e, de acordo com a lei, averiguamos o porte econômico da empresa, a gravidade da infração e definimos a multa para cada estabelecimento notificado", complementa Danyelle. 

Segundo o Procon-PE, relacionada à Magazine Luiza, também houve denuncias de venda de produtos sem teste de funcionamento, falta de produtos que estavam à venda e venda apenas de itens defeituosos do mostruário, além de produtos que no próprio site da rede estavam mais baratos do que na loja. "O consumidor tem opção de comprar no site e retirar na loja, então não fazia sentido. Muita gente dormiu do lado de fora das lojas", observa a gerente de fiscalização do Procon-PE.

Como não só a Magazine Luiza, mas todo o comércio está realizando diversas promoções, o Procon-PE pede que o consumidor fique atendo se há de fato promoções nas ofertas oferecidas, veja qual a política de troca de cada loja e não compre aquilo que não esteja precisando, para não se endividar. Dúvidas e denúncias, é possível ligar para o 0800.282.1512.

Magalu

Em nota, o Magazine Luiza informa que prestará todas os esclarecimentos necessários ao Procon de Pernambuco no período especificado pelo órgão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CICLISTAS SANTA-CRUZENSES DE MALAS PRONTAS PARA NOVOS DESAFIOS