Bolsonaro nega envolvimento no caso Marielle e ataca Witzel

Presidente da República negou ligação com o caso e se colocou à disposição da Polícia do Rio de Janeiro

Do R7

Bolsonaro atacou Witzel
Valdenio Vieira/PR - 28.10.2019

O presidente Jair Bolsonaro falou em entrevista exclusiva à Record TV sobre o vazamento de informações de um inquérito que tenta ligá-lo a um dos suspeitos apontados pela Polícia do Rio de Janeiro por matar a vereadora Marielle Franco. Bolsonaro apontou o governador Wilson Witzel como um dos responsáveis por vazar a informação para a TV Globo, que divulgou a informação no Jornal Nacional desta terça (29).

Bolsonaro negou qualquer envolvimento e afirmou que não estava no Rio de Janeiro no dia e hora das informações citadas neste vazamento.

"Eu não estava lá. É uma maneira sórdida, que querem de qualquer maneira deslegitimar o governo Jair Bolsonaro", afirmou o presidente da República, que avisou: "Globo, acabou a mamata de bilhões por ano para vocês".

O presidente também se colocou à disposição da Polícia Civil do Rio para prestar um depoimento e esclarecer o assunto. Ele atribuiu a responsabilidade do vazamento ao governador do Rio de Janeiro e disse que isso aconteceu por motivação política.

"O governador se elegeu graças ao meu filho Flávio Bolsonaro, ele colou em nós o tempo todo. E ao assumir o Governo do Rio de Janeiro ele imediatamente já se tornou inimigo do Flávio, inimigo da minha família e imediatamente se lançou como candidato a presidente para 2022. Para atingir seu objetivo ele tem que destruir a família Bolsonaro e este inquérito é conduzido pelo Polícia Civil do Rio de Janeiro", afirmou Bolsonaro.

Em entrevista ao Jornal da Record desta terça, Bolsonaro falou sobre o caso. Assista:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PROFESSORA INDIGNADA ESCREVE AO BLOG DO JAIRO GOMES