Palavras que edificam


A morte não podia reter Jesus

Ao qual Deus ressuscitou, soltas as ânsias da morte, pois não era possível que fosse retido por ela. Atos 2.24

Homens israelitas, escutai estas palavras: A Jesus Nazareno, homem aprovado por Deus entre vós com maravilhas, prodígios e sinais, que Deus por ele fez no meio de vós, como vós mesmos bem sabeis;  A este que vos foi entregue pelo determinado conselho e presciência de Deus, prendestes, crucificastes e matastes pelas mãos de injustos;  Ao qual Deus ressuscitou, soltas as ânsias da morte, pois não era possível que fosse retido por ela; Atos 2:22-24.
Por, pelo menos, três grandes motivos que a morte não podia deter o Senhor Jesus Cristo.
1.       Porque ele não tinha pecado.
Sendo a morte uma consequência do pecado ela não poderia atingir ao Senhor Jesus Cristo. Quando Jesus entrega a sua vida e morre, Ele não o faz por seus pecados , uma vez que Ele não tinha, Ele o fez por nossos pecados . Ele assumiu o nosso lugar e entrega a sua vida para poder nos resgatar das garras da morte.
2.       Porque tinha que se cumprir tudo quanto as escrituras falavam acerca dele.
Ele Haveria de ressuscitar porque assim estava escrito. Todo o plano divino estava traçado e haveria de se cumprir cabalmente tudo quanto foi predito acerca dele inclusive a sua ressurreição. A ressurreição de Cristo é a base da nossa ressurreição.
3.       Para nos garantir a salvação.
Quando Cristo morre parece que estava vencido, pois ele entrega literalmente sua vida na cruz do calvário, mas para nossa alegria e firmeza de fé, Ele ressuscitou e assim garante a nossa salvação. Na morte Ele paga por nossos pecados, na ressurreição Ele garante a nossa salvação.
A morte não podia detê-lo porque a obra expiatória tinha que ser completa. O túmulo vazio nos dá plena certeza de que Ele ressurgiu e está a direita do Pai intercedendo por nós.

Glórias a Deus, a morte não pôde deter o autor da vida.

Evang. Dário Gomes de Araujo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÉDICOS CUBANOS GANHAM DESPEDIDA, NA SEDE DA UESCC, EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE