Pesquisa Ibope mostra aumento na avaliação negativa do governo Bolsonaro



De acordo com os dados, de abril a junho, o número dos que consideram ruim ou péssimo subiu de 27% para 32% 

PS Philipe Santos 

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

Em parceria com a Confederação Nacional de Industria (CNI), o Ibope divulgou, nesta quinta-feira (27/6), uma nova pesquisa que mostra um aumento na avaliação negativa do governo de Jair Bolsonaro. De acordo com os dados, de abril a junho, o número dos que consideram ruim ou péssimo subiu de 27% para 32%.

Segundo a pesquisa, parcela importante dessa mudança deve-se às pessoas que, no levantamento anterior, afirmaram que não saberiam avaliar ou estavam indecisos. Além disso, a queda na popularidade do presidente caiu entre os homens, mas é maior entre as mulheres, os mais pobres e moradores das regiões Norte, Centro-Oeste e Nordeste.

Já no Sul de acordo com a pesquisa Ibope, a popularidade de Bolsonaro subiu. Entre abril e junho, o número foi de 44% para 52%. Além disso, 63% da região também consideram que o governo do militar é melhor do que o de Michel Temer. Enquanto que nacionalmente esse número é de 47%.

O percentual da população que avalia o governo como ótimo ou bom oscila dentro da margem de erro e foi de 35% para 32%. Já sobre a maneira de governar do presidente Bolsonaro, o percentual de desaprovação cresce de 40% para 48%, enquanto a aprovação recuou de 51% para 46%.

A pesquisa também constatou que a confiança no presidente diminui. Os que confiam no presidente passaram de 51% para 46%, enquanto que os que não confiam aumentaram de 45% para 51%.

O levantamento ouviu duas mil pessoas em 126 municípios entre os dias 20 e 23 de junho. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÉDICOS CUBANOS GANHAM DESPEDIDA, NA SEDE DA UESCC, EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE