Diogo Moraes debate sobre Reforma da Previdência em audiência pública realizada em São Joaquim do Monte


A Reforma da Previdência foi tema de Audiência Pública realizada no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Joaquim do Monte, na última quinta-feira (02). Na ocasião, além da categoria, estiveram presentes representantes de diversas entidades e segmentos da sociedade civil. O deputado estadual Diogo Moraes, vice-líder do governo na Alepe, convidado a participar do evento, esteve, ao lado do líder político da região, Zé Birro e de Dona Gal, defendendo os direitos dos trabalhadores e expondo sua opinião sobre a questão. Também compuseram a mesa, o presidente do Sindicato, Mano Monteiro, o vice-presidente da Fetape, Adelso Freitas, a presidente do sindicato em Agrestina, Cláudia, além de vereadores do município.


Para Diogo Moraes, a audiência pública foi importante momento de conversa com os agricultores sobre as consequências que esta reforma terá na vida de cada um. “Entendemos que política deve ser feita ouvindo e conversando com as pessoas e, por isto, fiz questão de explicar como essa reforma irá afetar a vida dos trabalhadores rurais. Reafirmo meu compromisso com cada um e digo que podem contar comigo e com o Partido Socialista Brasileiro para lutar pelos direitos de todos. O projeto da reforma, do jeito que está posto, retira uma série de direitos do povo trabalhador, e neste ponto sou muito firme: nenhum direito a menos”, defendeu o deputado. 


Na ocasião, o vice-presidente da Fetape, Adelso Freitas, falou sobre a importância da população perceber de que lado está a classe política. “Estes encontros têm sido fundamentais e estratégicos para levar conhecimento aos trabalhadores. Aqui em São Joaquim do Monte vimos uma grande participação, com a presença do deputado Diogo Moraes. Estivemos em Brasília, em Pernambuco, estivemos na Alepe, com a comissão especial que está discutindo esta questão. Todas as entidades que tem a ver com o processo de impacto que vai ser gerado pela reforma da previdência devem se envolver nesse debate. A previdência reflete na geração de economia de mais de 80% dos municípios rurais. Precisamos defender os trabalhadores do campo e de todas as categorias”, assinalou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÉDICOS CUBANOS GANHAM DESPEDIDA, NA SEDE DA UESCC, EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE