Alexandre Lopes é confirmado como novo presidente do Inep

Ele assume no lugar do delegado da Polícia Federal Elmer Vicenzi, que pediu demissão nessa quinta-feira (16/05/2019)

MICHAEL MELO/METRÓPOLES

Metrópoles

Após mais uma baixa, o Ministério da Educação confirmou o nome de Alexandre Ribeiro Pereira Lopes como o novo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Ele assume no lugar do delegado da Polícia Federal Elmer Vicenzi, que pediu demissão nessa quinta-feira (16/05/2019).

MAIS SOBRE O ASSUNTO
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) exonerou Elmer Vicenzi, pouco mais de duas semanas após ele tomar posse do cargo. A assessoria de comunicação do Inep não informou o motivo que levou à saída dele.

Vicenzi foi levado para o órgão pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, com a missão principal de realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) dentro do cronograma deste ano.

O novo presidente foi secretário de Políticas Públicas do Distrito Federal até dezembro de 2018. Neste ano, ele assumiu o cargo de diretor legislativo da Casa Civil da Presidência da República. Alexandre é analista de Comércio Exterior desde 1999, formado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e em direito pela Universidade de Brasília (UnB).

Sucessivas trocas

O Inep enfrenta sucessivas crises em seu quadro. A mais recente delas foi a demisão de Marcus Vinicius Rodrigues. Segundo o então ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez, a exoneração ocorreu por que ele “puxou o tapete”.

Rodrigues acabou dispensado após suspender, até 2021, a avaliação da alfabetização de crianças. A portaria foi revogada. “O diretor-presidente do Inep puxou o tapete. Ele mudou de forma abrupta o entendimento que já tinha sido feito para a preservação da Base Nacional Curricular e fazer as avaliações de comum acordo com as secretarias de Educação”, explicou, à época.

O Inep é considerado a autarquia mais importante do MEC por ser responsável pelas avaliações, como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e por todos os dados da educação brasileira.

Alexandre será o quarto presidente da autarquia em pouco mais de quatro meses da gestão de Bolsonaro. Os primeiros a ocuparem o cardo foi Maria Inês Fini, que ficou catorze dias no posto, e Marcus Vinícius Rodrigues, que dirigia o órgão desde 22 de janeiro. Vicenzi o sucedeu. Em duas oportunidades, a presidência do Inep ficou vaga.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara