Marcha Mundial das Mulheres convoca ato nesta sexta

Por: Blog da Folha 

No Recife, a manifestação está marcada para esta sexta (08),
 às 14h, na Praça do Derby.
Foto: Divulgação

O “Dia Internacional de Luta das Mulheres”, 8 de março, é um marco na luta feminista mundial. Em diversas capitais e cidades do interior do país, movimentos sociais feministas, centrais sindicais e organizações da sociedade civil estão construindo atos para reafirmar as bandeiras em defesa das mulheres. No Recife, a manifestação está marcada para esta sexta (08), às 14h, na Praça do Derby, com saída prevista pára as 16h.

Com o tema "Marielles: Livres do Machismo, do Racismo e Pela Previdência Pública", milhares de mulheres sairão às ruas contra as medidas adotadas do novo governo de Jair Bolsonaro. No local, serão realizadas rodas de diálogos sobre cinco dos onze eixos temáticos que compõem o ato: Contra o Racismo: Vidas Negras Importam; Contra a Reforma da Previdência: Proteção Social é um Direito de Todas as Mulheres; Pela Vida das Mulheres: Não ao Feminicídio/Queremos políticas públicas efetivas de redução da violência; Em defesa da autonomia sobre nossos corpos: legalizar o aborto é proteger a vida das mulheres; e, Por Marielle: queremos uma participação política que não signifique um risco a nossas vidas.

No percurso do ato, serão apresentadas intervenções artísticas relacionadas às temáticas. Nos cartazes de convocação para o ato, bandeiras como “A mulher negra não é mercadoria!” , “Chega de nos matar!”, “O machismo mata todos os dias!”, “Racismo mata!”, “LGBTfobia não!”, “Quero me aposentar!”, “O trabalho da mulher sustenta o mundo!” entre outros temas de interesse das mulheres brasileiras. 

A Reforma da previdência é um dos temas que estão sendo pautados. "As mulheres sairão às ruas contra os retrocessos impostos diariamente pelo governo Bolsonaro. A defesa da aposentadoria, contra atual proposta de Reforma da Previdência, é um dos pontos centrais dessa luta, pois suas consequências para a vida das mulheres serão desastrosas. As rígidas mudanças no texto constitucional, como o aumento da idade mínima para obter o benefício, desconsideram as desigualdades entre homens e mulheres no trabalho e nas diversas esferas sociais", diz o texto de apresentação do ato.

Além de uma roda de diálogo sobre a Reforma da Previdência, também está previsto um ensaio para a batucada das mulheres.

Serviço:

Marcha Mundial das Mulheres 

Sexta-feira , 8 de março
Praça do Derby 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara