Esquema de ‘fura-filas’ do SUS é alvo de operação do Gaeco

Fernando Garcel
PARANÁ PORTAL

Foto: Marcelo Casal Jr / ABR

Agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, cumprem na manhã desta segunda-feira (10), 12 mandados de prisão temporária e 44 mandados de busca e apreensão em uma operação que investiga o esquema de agentes públicos e médicos que cobrava indevidamente de pacientes para furar a fila do Sistema Único de Saúde (SUS).

A operação, batizada de Mustela, uma alusão aos mamíferos que inclui animais conhecidos como furões, tem como alvos contra dois médicos, assessores, secretárias e intermediadores, um deles vereador em Bandeirantes e são cumpridos em Curitiba, Campo Largo, Marechal Cândido Rondon, Almirante Tamandaré, Campina Grande do Sul, Telêmaco Borba, Bandeirantes, Campo Magro, Colombo e Siqueira Campos.

Segundo o coordenador estadual do Gaeco, o procurador de Justiça Leonir Batisti, a organização criminosa se aproveitava do sistema de triagem nos atendimentos feitos no SUS para ganhar dinheiro.

“A situação que ocorre é que as pessoas que vão até o SUS são atendidas em uma certa ordem e, eventualmente, essa ordem é alterada de acordo com a urgência desse atendimento. As pessoas que normalmente seriam atendidas acabam procurando ou procuradas por intermediários e conseguem, com seus contatos com médicos, furarem a fila em prejuízo de todos os demais. Como eles furam a fila? Eles furam a fila pagando”, explica Batisti. “É marcada inicialmente uma consulta paga e essas pessoas então conseguem ser atendidas pagas pelo SUS e o médico, hospital e outras pessoas acabam se beneficiando daquele pagamento adicional por essas pessoas necessitadas”, afirma.

Foto: Geraldo Bubniak / AGB

Na capital, o gabinete do deputado estadual Ademir Bier (PSD), na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), foi alvo. Segundo o Gaeco, um assessor do parlamentar atuava com despachante e intermediava o contato entre médicos e pacientes. Em troca, Bier ganhava capital político com eleitores. Ele não foi reeleito e seu mandato termina neste ano.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara