Bolsonaro anuncia Ricardo Salles para o Ministério do Meio Ambiente

Salles foi secretário de Meio Ambiente de São Paulo no governo de Geraldo Alckmin (PSDB) e este ano concorreu a deputado federal pelo Novo, mas não se elegeu

GV Gabriela Vinhal
Correio Braziliense

O advogado Ricardo Salles, ex-secretário estadual do Meio Ambiente de São Paulo
(foto: Pedro Calado/Secretaria do Meio Ambiente)

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, anunciou neste domingo (9/12) o advogado e administrador Ricardo de Aquino Salles para o Ministério do Meio Ambiente. Salles foi o último ministro escolhido por Bolsonaro e vai ocupar o 22 Ministério do futuro governo. 

O futuro chefe da pasta trabalhou como secretário estadual do Meio Ambiente de São Paulo, de 2016 a 2017, e secretário particular do ex-governador e presidenciável derrotado nestas eleições, Geraldo Alckmin (PSDB). Atualmente, Salles preside o movimento Endireita Brasil.

Bolsonaro, que estudava fundir o Ministério da Agricultura com o Ministério do Meio Ambiente, decidiu manter as independências das pastas após repercussão negativa com a medida. Durante a campanha, O presidente eleito afirmou que enxugaria a máquina pública para apenas 15 — hoje em dia são 29.
Comunico a indicação do Sr. Ricardo de Aquino Salles para estar à frente do futuro Ministério do Meio Ambiente.
1.738 pessoas estão falando sobre isso

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara