4 dicas para alavancar a carreira sem mudar de emprego

William Arruda 
Forbes Brasil


Apenas uma geração atrás, trabalhar para a mesma empresa por décadas fazia sentido. A linha do tempo era mais ou menos assim: o empregador contratava, o empregado recebia um aumento conforme mostrasse ser competente, era promovido uma vez ou duas vezes e tinha estabilidade.

Hoje em dia, a vida profissional tem um ritmo diferente.

Não só as empresas passaram a lidar com interrupções imprevistas, mas as escadas corporativas tradicionais se desintegraram. Consequentemente, os trabalhadores muitas vezes se encontram sem um caminho claro para subir na vida profissional porque as posições não estão bem definidas ou não são parte inerente da cultura da companhia. Não é de se admirar, então, que metade dos funcionários pense que não seja possível avançar dentro da empresa.

Naturalmente, muitos analistas sugerem que o avanço não depende apenas das mãos do empregador. Hoje, o trabalhador tem a responsabilidade de assumir o controle de sua carreira com proatividade, inteligência e criatividade.

Construa os degraus da sua carreira

Embora muitos líderes organizacionais tenham um plano para a sucessão de cargos, muitos deles nunca compartilham essa idealização com os membros de sua equipe. Ao mesmo tempo, os funcionários nem sempre dizem aos gerentes o que querem em termos de crescimento. Imagine o quão melhor seria se ambas as partes, o empregador e o trabalhador, deixassem claras suas intenções e desejos. A comunicação bidirecional criaria rotas melhor direcionadas para novas posições.

É por isso que o ônus recai sobre o funcionário na hora de dar o pontapé inicial. No final do dia, os empregadores se concentram nos objetivos de negócio e preenchimento das vagas. Isso pode lhe dar o aumento desejado, mas também pode o levar a preencher uma posição completamente desalinhada com seus objetivos e interesses profissionais.

“O caminho de baixo para cima, por outro lado, coloca ênfase maior nas metas de carreira dos funcionários”, diz Linda Ginac, CEO da TalentGuard, plataforma de gerenciamento de talentos. “Combinado com o planejamento de sucessão, esse método permite que gerentes e profissionais de RH ajustem os objetivos de seus empregados aos da empresa, e não o contrário.” Essa abordagem funciona porque dá a todos uma visão holística de como manter bons colaboradores e os objetivos corporativos.

O plano de carreira, em que os funcionários traçam possíveis movimentos verticais e laterais na empresa, permite que os indivíduos assumam e construam suas próprias escadas, em vez de esperar que o empregador perceba seus desejos de obter mais. Começar é bastante simples, desde que você esteja disposto a dar alguns saltos calculados.

Se você gosta de onde trabalha, mas não recebe aumentos, mais responsabilidade ou maior influência, não precisa necessariamente deixar a empresa. Explore suas opções de base primeiro. Você pode ter muito mais possibilidades do que pensava.

Veja 4 dicas para alavancar a carreira sem precisar mudar de emprego:


1. Adote uma mentalidade de “possibilidade”

O panorama do emprego está em constante transformação graças a fatores que vão desde a terceirização até tecnologias emergentes, como inteligência artificial (IA) e chatbots.

Descubra tudo o que puder sobre seu setor e investigue os departamentos da empresa que não são de seu conhecimento. Em seguida, projete alguns passos à frente: como você pode ser um ativo para os negócios? Quais são as possibilidades com base nas lacunas observadas?

Reserve um tempo para pensar sobre suas descobertas. Pense em algumas ideias com a ajuda de bons contatos de sua rede de relacionamento. Quando estiver pronto, converse com seu supervisor ou gerente de RH para discutir seu futuro. A reunião não deve parecer um ultimato hostil, do tipo “ou vai ou racha”. Em vez disso, procure uma conversa sobre oportunidades que permitiriam que você ficasse com um posto de sua preferência.

2. Mire a sua felicidade

O que você absolutamente ama no seu trabalho? Anote todas as tarefas que o mantêm motivado, mesmo quando precisa fazer horas extras ou tem um dia difícil. Use este documento como um trampolim para considerar qual seria sua preferência de posto para transformar seu cargo em um verdadeiro emprego dos sonhos.

Você pode descobrir que, em sua posição atual, não é possível explorar completamente algumas habilidades da sua lista de desejos, como liderar uma equipe, criar um conteúdo arrebatador ou analisar dados para impulsionar as vendas.

Leve esses pensamentos ao seu chefe para descobrir como é possível ter algumas novas experiências. Considere aceitar projetos adicionais relacionados ao seu ideal. Ao mesmo tempo, certifique-se de prestar atenção às suas responsabilidades regulares. Lembre-se de que o compromisso e a ética de trabalho não devem ser deixados de lado em nenhum momento.

3. Discuta relação

Consegue se lembrar da última vez que você discutiu uma relação? Talvez esse tipo de conversa também seja necessária com seu supervisor. Explique onde você se vê daqui a um dois e cinco anos. Fale sobre os seus desejos para seguir em frente na carreira e seja franco sobre quaisquer preocupações sobre mobilidade e ascensão.

Naturalmente, sua mentalidade não deve ser “meu caminho ou a estrada”. Comece a conversa com uma descrição prática das suas expectativas. Sua honestidade pode ser um favor a seu chefe, porque agora ele sabe que você gostaria de ficar, mas precisa de um algum incentivo ou aposta.

4. Procure um aliado

Todos podemos usar alguém como suporte, e é aí que um aliado que acredita em você entra em cena. Estes profissionais são pessoas que o pressionam para que você avance, mesmo que não esteja tecnicamente pronto para uma vaga ou não tenha todos os pré-requisitos.

Obviamente, quanto mais influente for este apoio, melhor. Ainda assim, não negligencie colegas de mesmo nível em outros departamentos que possam o ter ajudar. Além de falarem bem a seu respeito, eles podem alertar sobre a abertura de uma vaga para que você possa se preparar com antecedência. Mesmo se mudarem de emprego e acabarem em empresas diferentes, mantenha essa aliança. Quem sabe seu aliado pode até se juntar a você em seu novo emprego?

Postagens mais visitadas deste blog

ZÉ ELIAS CONCEDE ENTREVISTA E FALA SOBRE O MOMENTO DIFÍCIL QUE ESTÁ PASSANDO

EDILSON TAVARES, UM OUTSIDER QUE DEU CERTO