Na tribuna da Câmara, Jarbas chama Jucá de traidor e figura torpe

Foto: Antonio Araújo /Câmara dos Deputados

Do Blog de Jamildo

Conforme havia prometido, o deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB) subiu a tribuna da Câmara dos Deputados na tarde desta terça-feira (19) e criticou duramente o senador Romero Jucá, presidente do PMDB e um dos articuladores da troca de comando do partido no Estado.

Jarbas chamou Romero Jucá de traidor e crápula. No final do seu discurso, quando foi aplaudido por parte da audiência, ele disse que esperava que Jucá saísse do Congresso algemado.


Veja na íntegra o discurso de Jarbas Vasconcelos:

O PMDB, fundado em 1966 com o nome de PMDB, já nasceu como uma frente política ampla e democrática. Ao longo da sua história, o partido sempre soube conviver com suas divergências internas e com suas diferenças regionais. Sempre respeitou suas lideranças e seus diretórios estaduais e municipais. Por essa razão, o PMDB tornou-se um grande partido. 

O Presidente Michel Temer, inclusive, manteve-se na sua presidência por 14 anos porque compreendeu essa realidade e sempre exerceu um papel conciliador e pacificador nos momentos de conflito. Hoje pela manhã, o senador Romero Jucá abriu a convenção nacional do PMDB afirmando que modificaria o estatuto do partido para fazer uma intervenção no PMDB de Pernambuco.

Quem é Romero Jucá para ameaçar o PMDB de Pernambuco? O PMDB de Pernambuco é um partido forte e atuante. Foi a secção estadual que mais cresceu nas últimas eleições municipais. Tem um Diretório Estadual democraticamente eleito, do qual fazem parte seus deputados federais, estaduais, prefeitos, vereadores e lideranças regionais. O PMDB de Pernambuco também é um partido de portas abertas. Tem recebido a filiação de novas lideranças e de lideranças já consolidadas na política estadual. Abriu as portas, inclusive, para esse senador Fernando Bezerra Coelho, que respondeu ao nosso gesto de boa vontade com deslealdade e traição. 

Sempre zelamos pela nossa coerência política. Tenho votado, aqui, na Câmara dos Deputados, a favor das reformas propostas pelo Presidente Temer, por entender que elas são necessárias ao país. Votado por uma questão de absoluta responsabilidade, sem nenhum tipo de barganha. Mas, senhor presidente, senhoras e senhores deputados. Me permitam afirmar. O maior patrimônio do PMDB de Pernambuco é a sua história, que se confunde com minha própria história. Fui um dos seus fundadores. Nele, milito há mais de 50 anos. Uma longa trajetória de lutas, de combatividade e de resistência, que começou nos dias mais sombrios da vida desse país. Período marcado pela violência e pelo arbítrio da ditadura militar. 

Além disso, me permitam mais uma vez, tenho, acima de tudo, uma história de honradez e de decência. Não é a figura medíocre, desqualificada, mesquinha e desonrada desse senador Romero Jucá que vai nos amedrontar nesse momento. Essa figura torpe, oportunista, que se serviu de todos os governos que passaram pelo Palácio do Planalto, não tem autoridade política, muito menos moral, para nos ameaçar. Sou um homem que tem esperança no futuro. E confio na Justiça. Por isso tenho esperança de ver, em breve, esse senador sair daqui algemado por uma decisão soberana da Justiça do nosso país. E mais, lutarei em todas as frentes para manter a integridade, a verdade e a história do PMDB de Pernambuco, que, repito mais uma vez, se confunde com minha própria história. Se eu puder definir e deixar registrado em uma palavra nos anais da Câmara a deificação do senador Romero Jucá essa palavra é uma só: um crápula!

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

CARLINHOS DA COHAB: MAIS ÁGUA PARA POÇO FUNDO E APOIO A DIOGO MORAES

PT estadual vota a favor da candidatura de Marília Arraes ao governo

Membros do PSD retornam ao grupo de situação em Santa Cruz do Capibaribe