O DILEMA DO PSDB: FICAR COM A BASE OU SALVAR SEUS RÉUS E MORRER COM TEMER?



Nesta sexta-feira, o diretório paulista do PSDB, liderado por Pedro Tobias, aderiu ao Fora Temer, movimento que já tinha o apoio do diretório fluminense, comandado por Otávio Leite; os dois sabem que Temer representa hoje o beijo da morte e quem se colocar ao lado do político mais impopular da história do Brasil, que usurpou a presidência, provocou uma depressão econômica e está prestes a ser denunciado como chefe de quadrilha, estará liquidado politicamente; diante disso, a questão óbvia: por que o PSDB nacional, comandado por Tasso Jereissati, ainda não desembarcou? Eis a resposta: porque sofre a pressão de políticos investigados por corrupção, como Aécio Neves e Aloysio Nunes; na segunda-feira, os tucanos decidirão se ficam com sua base ou com seus investigados

247 – Chanceler do governo de Michel Temer, o tucano Aloysio Nunes diz que o PSDB não é Madame Bovary para trair. Prestes a ter um pedido de prisão julgado pelo Supremo Tribunal Federal, o senador afastado Aécio Neves também opera nos bastidores para que os tucanos continuem abraçados ao mais impopular governo da história do Brasil, que conquistou o poder por meio de um golpe parlamentar e produziu o maior desemprego já visto no país.

Na base do partido, no entanto, o sentimento é de revolta. Nesta sexta-feira, o diretório paulista do PSDB, liderado por Pedro Tobias, aderiu ao Fora Temer. "A maioria da base em São Paulo apoia o rompimento total da relação com o governo Temer. Vou pra Brasília dizer isso na segunda-feira. Defenderei a tese de São Paulo, que é pela saída total", diz ele. 

Esse movimento já tinha o apoio do diretório fluminense, comandado por Otávio Leite. "O fato é que, diante das revelações provenientes da delação da JBS, entendemos que o presidente da república não dispõe de condições políticas e éticas para dissipar a grave instabilidade que impera no país e prosseguir liderando o processo de reformas que tanto necessitamos", afirma.

Os dois sabem que Temer representa hoje o beijo da morte, apesar de ter sido absolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral nesta sexta-feira 9. Diante disso, a questão óbvia: por que o PSDB nacional, comandado por Tasso Jereissati, ainda não desembarcou?

Eis a resposta: porque sofre a pressão de políticos investigados por corrupção, como Aécio Neves e Aloysio Nunes.

Na segunda-feira, os tucanos decidirão se ficam com sua base ou com seus investigados.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Obras da PE-160 seguem em ritmo acelerado

Corpo de Guilherme Uchoa é velado na Assembleia Legislativa de PE

MORO DESOBEDECE TRF-4 E NÃO SOLTA LULA

O peso do Sertão pernambucano nas eleições de 2018