Lula segue próximo de vitória no 1º turno, Bolsonaro não cresce: leia as pesquisas da semana

Segunda semana da campanha foi marcada pela divulgação de duas novas pesquisas eleitorais de âmbito nacional

Redação Brasil de Fato | Brasília (DF) 

Ex-presidente segue com larga vantagem em relação a Bolsonaro 
 Ricardo Stuckert e Agência Brasil

A semana da campanha eleitoral pela Presidência da República foi marcada pela divulgação de duas novas pesquisas eleitorais de âmbito nacional. A primeira delas foi na segunda-feira (22), do Instituto FSB, sob encomenda do banco BTG Pactual. A outra na quinta (25), pelo Atlas Intel, sob encomenda da Arko Advice.

FSB/BTG: distância oscila na margem de erro

A pesquisa do Instituto FSB apontou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na liderança da corrida eleitoral pela Presidência da República, com 45% das intenções de voto.

Na sequência, apareceu o atual chefe do Executivo e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), com 36%, que oscilou positivamente em dois pontos percentuais. Com relação à pesquisa anterior, publicada há sete dias, em 15 de agosto, Lula se manteve estável. Na ocasião, ele havia subido quatro pontos percentuais (41% para 45%).

A queda na diferença entre os dois principais candidatos ao Planalto ocorre dentro da margem de erro, que é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. A oscilação ocorre após o início das campanhas eleitorais e a posse de Alexandre de Moraes como novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


O estudo mostra que Ciro Gomes tem 6%, dois pontos a menos do que os 8% da pesquisa da semana passada. E Simone Tebet (MDB) registrou 3%, oscilação positiva de um ponto percentual. Vera Lúcia (PSTU) e Pablo Marçal (Pros), cuja candidatura foi retirada pelo seu partido, somaram 1%.

Os demais candidatos não pontuaram. Brancos e nulos somaram 2%, não sabem ou não responderam foram 3%.

Na simulação de segundo turno, Lula venceria Bolsonaro por 52% a 39%, ante 53% a 38% na pesquisa de 15 de agosto. Lula venceria Ciro por 49% a 30% e Simone por 53% a 25%. Ciro bateria Bolsonaro por 47% a 40%. Em um eventual segundo turno entre Bolsonaro e Simone haveria empate: 42% a 42%.

A pesquisa foi feita entre sexta-feira (19) e domingo (21) com 2 mil eleitores, intervalo de confiança de 95%, margem de erro de 2 pontos percentuais e está registrada no TSE sob o número BR-00244/2022.

Atlas: vantagem está em oito pontos

Uma pesquisa Atlas Intel/Arko Advice, divulgada na quinta-feira 25, indicou a liderança de Lula na corrida à Presidência da República com aproximadamente 8 pontos de vantagem sobre Bolsonaro.

O levantamento seguiu uma metodologia intitulada Atlas Random Digital Recruitment, ou RDR, segundo a qual os entrevistados são recrutados organicamente durante a navegação de rotina na web em territórios geolocalizados em qualquer dispositivo.

Foram entrevistadas 7.475 pessoas em 2.013 municípios entre 20 e 25 de agosto. A margem de erro é de um ponto percentual, considerando o nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob o código BR-00848/2022.

Primeiro turno:

Lula (PT): 46,7%

Jair Bolsonaro (PL): 38,3%

Ciro Gomes (PDT): 6,4%

Simone Tebet (MDB): 3,6%

Pablo Marçal (PROS): 1,5%

Felipe D’Ávila (Novo): 0,7%

Vera Lúcia (PSTU): 0,4%

Sofia Manzano (PCB): 0,2%

Constituinte Eymael (DC): 0,1%

Léo Péricles (UP): 0,1%.

Cenários de segundo turno:

Lula 51,8% x 40,8% Bolsonaro

Lula 46,5% x 22,7% Ciro

Ciro 41,5% x 39,8% Bolsonaro

Edição: Nicolau Soares

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'Chocante é o apoio à tortura de quem furta chocolate', diz advogado que acompanha jovem chicoteado

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre