Danilo visita etnia Pankararu e assume compromissos com os povos indígenas


Em meio a um movimento nacional de perseguição promovido pelo presidente Bolsonaro, o pré-candidato a governador Danilo Cabral visitou a etnia Pankararu, em Jatobá, no Sertão de Itaparica, nesta quarta-feira (29). Durante o encontro, Danilo assumiu compromissos com os povos indígenas, reforçando o simbolismo e a importância que esses pernambucanos terão na sua futura gestão.

Primeiro pré-candidato a governador da história a visitar a etnia, em Jatobá, Danilo assegurou que no seu governo o diálogo com os Pankararus e todos os outros 12 povos indígenas será permanente. O socialista visitará ainda esses outros povos na sua caminhada rumo ao Palácio do Campo das Princesas.

“A primeira palavra é de preservar o diálogo, que é algo que a gente sempre preservou na nossa trajetória de vida. A gente sabe que tem um déficit histórico do Estado brasileiro em relação a esses povos. Não só os indígenas, os povos tradicionais e os quilombolas também; que durante o processo histórico de ocupação do Brasil foram muito penalizados. E nós precisamos estar atentos não só para garantir direitos de forma igual a todos; como também para recompor situações que foram tiradas no processo histórico”, afirmou Danilo.

De acordo com Danilo, a ação do Estado em vários setores demanda essa atenção especial. “Essa visita aos Pankararus tem esse símbolo de a gente manifestar que, da nossa parte, não só enquanto pré-candidato, mas como governador de Pernambuco, nós teremos um ambiente permanente de diálogo. E teremos a sensibilidade para tratar o conjunto das pautas que não dizem respeito a um ponto específico, mas a uma pauta de caráter transversal”, pontuou.

Os temas da conversa com os Pankararus giraram em torno de ações em diversas áreas, como infraestrutura e recursos hídricos. “Aqui a gente falou da pauta da Educação, que tive a oportunidade de conviver com ela enquanto secretário de Eduardo. E fazer alguns avanços do ponto de vista de estrutura de escolas, pessoal, material didático. Mas a gente precisa avançar ainda mais”, garantiu Danilo.

“Infelizmente, a gente tem um Governo Federal onde o presidente não respeita os povos indígenas. Veja o que aconteceu na Amazônia com o nosso Bruno Pereira, pernambucano, e com o jornalista Dom Phillips, que foram barbaramente assassinados simplesmente por cumprirem um dever na defesa da Amazônia e dos povos indígenas. Isso é um símbolo de como o Governo Bolsonaro trata a questão dos povos indígenas. Olha o desmonte da Funai”, criticou Danilo.

Foto: Marcus Mendes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'Chocante é o apoio à tortura de quem furta chocolate', diz advogado que acompanha jovem chicoteado

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre