Férias de Bolsonaro repercutem mal e menções negativas nas redes disparam


Correio Braziliense

As polêmicas férias do presidente Jair Bolsonaro (PL) durante as enchentes que castigam o sul da Bahia renderam críticas ao chefe do Executivo nas redes sociais. Conforme pesquisa da Modalmais/AP Exata, divulgada nesta sexta-feira (30/12), a popularidade de Bolsonaro voltou a cair nesta semana. O percentual de pessoas que avaliam a atual gestão como Ruim e Péssima passou para 53,5%, nesta semana, contra 53,3%, na semana passada.

O presidente seguiu publicando vídeos de suas férias em Santa Catarina e, como os recursos enviados para a Bahia não são suficientes para conter os estragos das chuvas no estado nordestino, o presidente não conseguiu emplacar menções positivas. Foi chamado de insensível pelos internautas e as hashtags de “vagabundo” subiram nas redes sociais. “O resultado foi um aumento abrupto de menções negativas ao presidente que chegaram a ultrapassar 70% no Twitter”, destacou o levantamento da pesquisa Modalmais/AP Exata.

Na guerra de hashtags, #BolsonaroVagabundo abarcou 24,8% do total de tags em posts que mencionam os presidenciáveis, no Twitter. #BolsonaroOrgulhoDoBrasil ficou em segundo lugar, com 9,5%.

“A militância governista está enfrentando dificuldades na reversão da imagem negativa”, destacou o texto do levantamento. Uma das estratégias tem sido criticar os pedidos do governador da Bahia, Rui Costa (PT), por maior ajuda financeira do governo federal, acusando o petista de querer “desviar verbas”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'Chocante é o apoio à tortura de quem furta chocolate', diz advogado que acompanha jovem chicoteado

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre