José Augusto Maia relembra as histórias de Padre Zuzinha, comenta a política local e fala sobre Eleições 2022

Ex-Prefeito e Ex-deputado federal de Santa Cruz do Capibaribe prestigiou a entrega da Medalha Padre Zuzinha


Na última terça-feira (5), feriado municipal em memória do saudoso Padre Zuzinha, a Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe realizou mais uma sessão solene para a entrega da Medalha que leva o nome do Padre, que homenageia os santa-cruzenses que se destacam e trabalham em prol do município. Prestigiando o evento estava o ex-prefeito e ex-deputado federal, José Augusto Maia, que relembrou momentos vividos pelo Padre.

"Muitos não sabem, mas minha avó era irmã de Padre Zuzinha, e sua história continua sendo contada por muita gente, como hoje, que estamos participando da entrega da Medalha que recebe o nome do mesmo", disse. "Lembrar de Padre Zuzinha é sempre lembrar de coisas boas. Ele foi uma pessoa que deu tudo de si para os mais humildes. Existem muitas histórias e qualidades que são passadas a frente."

Além de religioso, Padre Zuzinha foi prefeito de Santa Cruz do Capibaribe por dois mandatos, e Zé Augusto relembra a importância do nome em vida. "Prefeito por duas vezes, e durante 24 anos, se estivesse ao lado da Batina do Padre, se ganhava eleições em Santa Cruz do Capibaribe. Pra vocês verem o tamanho da importância de um homem como ele. Padre Zuzinha entrou na política e nunca guardou rancor por ninguém, inclusive, uma história muito contada é quando ele foi atingindo por um tiro na perna, e logo depois perdoou o autor do disparo", declarou. "Eu entrei na vida política graças ao meu avô e a Padre Zuzinha, assim como muitos outros que também entraram seguindo a carreira do Padre. Desse modo, várias e várias gerações vão sendo inspiradas tanto pela pessoa quanto pelo político que ele foi."

Falando em nova geração da política, Zé comentou um pouco sobre os novos nomes que estão surgindo e assumindo os cargos públicos. "Costumo dizer que a minha cabeça foi melhor que a do meu pai, a dos meus filhos é melhor que a minha, a dos meus netos será melhor que a deles e assim vai. Eu acho que a inovação tem que acontecer. O político tem sempre que estar em dia com as notícias e demandas da sua população, mas diferente do futebol, quando você chega em 40, 50, 60 anos, não significa que acabou", disse Zé, que também deixou claro ainda não deve pendurar as chuteiras. "Mesmo que apenas apoiando, eu sempre estive por aí. Estou em pleno vigor, bem fisicamente, recuperado da covid-19, e acho que estou melhor que antes."

Dito isto, o ex-prefeito confirmou que teve uma conversa com o atual deputado federal Sílvio Costa Filho no último dia 02. "Assunto de política né, discutimos sobre os trâmites do próximo ano, visto que não existirão coligações. Mas em breve encontrarei com ele pessoalmente em Recife para conversar melhor", esclareceu, também deixando em aberto a sua situação para o ano que vem. "Tudo depende de analisar as situações. Após isso é que se pergunta 'será que eu me incluo como estadual ou federal?' A gente sabe que uma campanha não é nada fácil, claro que continuo tendo anseios de qualquer cargo que posso alcançar, mas isso será decidido após muita análise. Uma coisa é boa, meu nome é sempre lembrado não só aqui em Santa Cruz, como em outras cidades do Estado."

Edição- Jorge Luis
Reportagem- Jairo Gomes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado