Bolsonaro frustra expectativas ao não falar com apoiadores no Recife

Diario de Pernambuco

Fotos: Romulo Chico

O anúncio da chegada do presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) a Pernambuco mexeu com os ânimos de muitos dos seus apoiadores no Recife, que se mobilizaram para ir à base aérea do Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre, ao 7° Depósito de Suprimentos do Exército, no Cabanga, onde o presidente esteve acompanhado da primeira-dama Michelle Bolsonaro, e em frente ao Mar Hotel, em Boa Viagem, locais onde o mandatário teve agenda.

Circulando sempre em veículos escoltados e cumprimentando os apoiadores através do teto solar, Bolsonaro não se aproximou para conversar com a imprensa nem com o eleitorado que o aguardava ansiosamente desde o início da tarde, o que fez algumas expectativas serem frustradas entre o público que aguardou por horas para recepciona-lo e desejava fazer fotos e conversar com o presidente.

Giselle Proa tem 17 anos e, junto à sua mãe, tentou ver Bolsonaro na base aérea do aeroporto, mas não teve sucesso devido à multidão no local e saiu chorando frustrada. Por essa razão, ela decidiu tentar outra vez em frente ao hotel. “Se por acaso eu não conseguir, ficarei frustrada, acho que vou chorar de novo”, disse a adolescente.

Ana Karla Fonseca, de 49 anos, chegou ao Mar Hotel por volta das 15h30 e permaneceu até o início da noite, quando o presidente deixou o local, novamente escoltado e de carro. Ela conta que, apesar da distância, conseguiu vê-lo, o que já lhe foi o suficiente. “Vim para ver ele, apoiar e estar junto com todo mundo. Mesmo se eu o vir de longe, estou satisfeita só de estar aqui nesse astral”.

Já a professora aposentada Sandra Chaves, de 60 anos, decidiu ir ao hotel depois de ver frustrada a expectativa de que o comboio que escoltava o presidente passasse em frente ao prédio onde mora. Apesar do desejo de chegar mais perto de Bolsonaro, ela afirma que entende a necessidade do esquema de segurança.

“Vim para cá e tive a felicidade de vê-lo de perto. Eu entendo que a situação torna impossível [se aproximar mais] devido ao que aconteceu [facada na campanha de 2018]. Acho que está certíssimo o aparato. É nosso presidente que está fazendo algo pelo Brasil, país tão lindo que precisa de políticos sérios. Meu partido é o Brasil”, disse ela.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado