Vacinação contra febre aftosa prorrogada até 16 de julho

Primeira etapa da campanha segue até 16 de julho em todo o Estado com a meta de imunizar 90% do rebanho de bovinos e bubalinos

 A Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro), autarquia vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), estendeu o prazo para aquisição e aplicação da vacina contra a febre aftosa. Os produtores pernambucanos têm até 16 de julho para vacinar seu rebanho e, obrigatoriamente, declarar a vacina até 31 de julho.

" A falta de imunizantes atrasou o ritmo de vacinação não só em Pernambuco como em diversos estados brasileiros, que também estão prorrogando a campanha. Fizemos um mapeamento que constatou a ausência de vacinas nas casas agropecuárias e encaminhamos o levantamento e a solicitação de remanejamento ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) ", explicou o presidente da Adagro, Paulo Roberto Lima.

A Adagro registrou mais de 70% de cobertura vacinal na reta final da campanha que tem a meta de imunizar mais de 2 milhões de animais, entre bovinos e bubalinos. “Pernambuco sempre assegura uma cobertura superior aos 90% exigidos pelo Ministério e mantém o status de área livre de aftosa com vacinação. Em tempos de pandemia, estamos contando ainda mais com a cooperação dos produtores, secretarias municipais de agricultura, as próprias prefeituras e o nosso quadro técnico para garantir a sanidade do rebanho e a manutenção desse status”, afirma Paulo Lima.

A declaração de vacinação é obrigatória e deve ser efetuada nos escritórios da Agência ou preferencialmente pela internet no portal www.adagro.pe.gov.br ou pelo celular via aplicativo nas versões IOS e Android. Para facilitar o acesso e esclarecer possíveis dúvidas relacionadas ao cadastramento do produtor e ao preenchimento do formulário de declaração, a Adagro disponibiliza um tutorial no seu portal. A agência ainda disponibiliza sua ouvidoria no 0800 081 1020 para dúvidas ou sugestões.

Balanço 2020: Na primeira etapa foram vacinados 1.827.41 bovinos e 9.685 búfalos, atingindo uma cobertura de 93,59% do rebanho pernambucano. Na segunda etapa, quando apenas o rebanho de 0 a 24 meses recebe uma dose de reforço, Pernambuco garantiu a imunização de 595.043 bovinos e bubalinos, alcançando percentual de 94.89% de cobertura nesta faixa etária.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado