Pazuello é nomeado secretário de Assuntos Estratégicos e volta ao governo

Militar continua na ativa do Exército, onde é alvo de apuração por ter participado de ato político. Ex-ministro da Saúde também deve depor novamente na CPI da Covid

RS Renato Souza
Correio Braziliense

(crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado)

O general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, está de volta ao governo do presidente Jair Bolsonaro. Ele foi nomeado, nesta terça-feira (1º/6) para o cargo de secretário de Estudos Estratégicos da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.

A nomeação ocorre dois meses após ele deixar o ministério. O militar, que permanece na ativa do Exército, responde a procedimento administrativo no órgão por participar de um ato político com Bolsonaro no Rio de Janeiro.

A expectativa é de que uma punição seja aplicada a Pazuello nos próximos dias pelo comandante do Exército, general Paulo Sérgio. A nomeação para o novo cargo foi publicada no Diário Oficial da União.

A princípio, o retorno ao governo não altera o procedimento em andamento na força-terrestre. Ele também responde a um inquérito aberto pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por conta da crise em Manaus, além de ser alvo da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19, onde deve depor novamente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Filho deve substituir Aragão candidato em Santa Cruz