Armando: “adiamento do Censo revela inversão de prioridades”

 
Em suas redes sociais, o ex-senador Armando Monteiro (PSDB) critica o adiamento do Censo 2021. Para ele, a decisão revela a insensibilidade e inversão de prioridades do Governo Bolsonaro.

Veja o que afirma Armando:

O adiamento do Censo 2021 é algo revelador da insensibilidade e da inversão de prioridades do Governo Bolsonaro. Ou será temor da nova fotografia do País, cujas condições socioeconômicas foram extraordinariamente agravadas nos últimos anos pela inépcia do governo e pelos efeitos da pandemia? O Brasil precisa mais do que nunca conhecer-se melhor nestes novos tempos.

Crédito da foto: Divulgação (imagem de arquivo)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Filho deve substituir Aragão candidato em Santa Cruz