Brasil bate novo recorde com 3.650 mortes pela covid-19 em 24h

O número é puxado pela atualização de São Paulo, epicentro da doença, que só nesta sexta-feira (26) registrou 1.193 óbitos. Dados e projeções indicam que março desponta como o pior mês desde o início da pandemia

BL Bruna Lima ME Maria Eduarda Cardim
Correio Braziliense

(crédito: TARSO SARRAF / AFP)

Puxado pelo alto número de mortes pela covid-19 registrado no estado de São Paulo, o Brasil confirmou nesta sexta-feira (26) o maior número de vidas perdidas para a doença em apenas um dia. Segundo o Ministério da Saúde, 3.650 famílias perderam um ente querido para a covid-19 nas últimas 24 horas. O número supera o recorde registrado na última terça-feira (23) de 3.251 óbitos.

Com as novas notificações, o país já soma 307.112 mortes. Além disso, o número de casos confirmados pelo governo federal continua alto. O balanço nacional ganhou a confirmação de 84.245 infecções e acumula desde o início da pandemia 12.404.414 diagnósticos positivos.

A média móvel continua em ascensão e, em relação às mortes, sofreu incremento de 36% na comparação ao patamar de duas semanas atrás. Atualmente está em 2.400 fatalidades, segundo levantamento do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Semana epidemiológica

Com base nos índices, a expectativa negativa é que a semana epidemiológica 12 se encerre, neste sábado (27), superando a mortalidade do acumulado anterior que, até então, é recorde de registros de óbitos semanais por covid-19 desde o início da pandemia.

De domingo (21) a sexta-feira (26), o país acrescentou mais 14.360 fatalidades ao sistema de registro, enquanto no fechamento da semana epidemiológica 11, o montante foi de 15.650. Para ultrapassar o número, bastam 1.291 novos registros, número bem inferior à média móvel de mortes atual.

Em ritmo acelerado também em relação aos casos, o Brasil caminha na direção do recorde semanal de novos casos positivos para a doença. Para igualar aos 510.901 registros da semana 11, é necessário o acréscimo de mais 56.946 casos.

A alta nas infecções, atrelado ao fato do sistema de saúde brasileiro, tanto público quanto privado, estar funcionando no limite da capacidade, é um forte indicativo para que o país continue em linha crescente de fatalidades nas próximas semanas. A previsão do Portal Covid-19 Brasil, iniciativa formada por pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB) e da Universidade São Paulo (USP), é que o Brasil inicie abril atingindo 320 mil mortos pela covid-19.

Veja os números abaixo:

> Mortes por covid-19 por semana epidemiológica:

11ª semana: 15.650 mortes registradas
12ª semana: 14.360 mortes registradas até agora (Ou seja, faltam 1.290 mortes para igualar a última semana)

> Casos de covid-19 por semana epidemiológica:

11ª semana: 510.901 casos confirmados
12ª semana: 453.955 casos confirmados até agora (Ou seja, faltam 56.946 casos para igualar a última semana)

> Média móvel da covid-19 no Brasil

2.400 mortes
76.146 casos

...há 14 dias era de:
1.762 mortes
70.593 casos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Filho deve substituir Aragão candidato em Santa Cruz