Divididos, caminhoneiros dizem que farão greve a partir desta segunda-feira

Conselho Nacional aposta em adesão de 80% da 
categoria e diz que situação é "pior que em 2018"


Foto: Reprodução/TV Globo
Conselho estima 80% de adesão em greve a partir de segunda-feira

Pelo menos alguns grupos de caminhoneiros devem parar por tempo indeterminado a partir de segunda-feira (1). A categoria protesta contra o aumento do preço do combustível, o marco regulatório do transporte marítico e cobra pautas como o direito à aposentadoria especial.

A decisão sobre a greve foi tomada ainda no dia 15 de dezembro de 2020, em conselho com mais de 40 mil caminhoneiros. Apesar disso, algumas entidades específicas da categoria se disseram contra a paralisação, que gera preocupação pela possibilidade de agravar o colapso no sistema de saúde e dificultar entrega de insumos contra a Covid-19.

Leia também
Segundo Plínio Dias, presidente do Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC), a situação atual é pior para a categoria do que o cenário enfrentado em 2018, quando os caminhoneiros fizeram greve. Desta vez, o Conselho estima que até 80% dos caminhoneiros poderão aderir à mobilização.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado