ADEUS ARAGÃOZINHO, por Manoel Ramos


RAYMUNDO FRANCELINO ARAGÃO FILHO (ARAGÃOZINHO)

Nos últimos dias, podemos assim dizer, amigos, sem qualquer aviso, partiram e nos deixaram sem data para reencontro. Fernando Aragão, Hideraldo Abrantes, Marcos Alexandre Moraes e, por último, HOJE, Aragãozinho. Já, dantes, externei meus sentimentos quando da partida dos três primeiros amigos, os quais, indubitavelmente, deixaram uma imensurável lacuna, tanto para os amigos e familiares, quanto para a nossa querida Santa Cruz. Aragãozinho não difere dos demais, grande amigo e companheiro, homem exemplar, de caráter inabalável e ilibada conduta. A política acirrada de nosso município não permitiu e não fora suficiente para afastá-lo dos verdadeiros amigos. Adeus, ou até logo meu amigo e que o Criador, o Arquiteto do Universo, o Todo Poderoso o receba em seus bondosos e divinos braços e que conforte os seus familiares, em especial esposa e filhos.

Manoel Ramos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Filho deve substituir Aragão candidato em Santa Cruz