Covas dispara em SP; 3 empatam e disputam vaga no 2º turno

De acordo com pesquisa, atual prefeito e candidato do PSDB vai a 32%; veja levantamento completo

Daniel Bramatti
Terra

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), subiu seis pontos porcentuais na quarta pesquisa Ibope/TV Globo/Estadão e se isolou na liderança da sucessão municipal. Ele tem agora 32% das intenções de voto, 19 pontos a mais que o adversário mais próximo, Guilherme Boulos (PSOL), que tem 13%.

Covas aparece em 1º, enquanto Russomanno, Boulos e França 
estão empatados tecnicamente em 2º
Foto: Montagem / Futura Press

Boulos, porém, divide a segunda colocação com Celso Russomanno (Republicanos) e Márcio França (PSB), que têm 12% e 10%, respectivamente. Estão todos em situação de empate técnico.

Russomanno, que chegou a dividir o primeiro lugar com Covas no começo da campanha, mantém tendência de queda na série de pesquisas Ibope/TV Globo/Estadão: largou com 26%, foi para 25% e depois caiu para 20% e 12%.

Já com o atual prefeito aconteceu o oposto: ele começou com 21%, foi a 22% e depois subiu para 26% e 32%.

Boulos vinha subindo aos poucos até a terceira pesquisa, mas estabilizou em 13%. França marcou 7% nos dois primeiros levantamentos, foi a 11% e agora oscilou para 10%.

Entre os demais candidatos, o petista Jilmar Tatto parou de crescer e ficou com 6%, empatado tecnicamente com Arthur do Val, conhecido como Mamãe Falei, do partido Patriota (5%). Os dois também empatam tecnicamente com Joice Hasselmann (PSL), com 2%. Os demais concorrentes ficam com 1% ou menos.

Segundo turno

Nas simulações de segundo turno, Bruno Covas se destaca como favorito. Ele bateria todos os principais adversários em um eventual confronto direto se a eleição fosse hoje. Contra Boulos, o placar seria 52% a 24%. Contra Russomanno, 54% a 22%. E, se o adversário fosse França, a vitória se daria por 47% a 30%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 7 e 9 de novembro, com 1.204 eleitores As entrevistas foram realizadas de forma presencial - por causa da pandemia de covid-19, a equipe do Ibope usou equipamentos para proteção da própria saúde e da dos entrevistados. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerada a margem de erro. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo SP-017164/2020.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

CICLISTAS SANTA-CRUZENSES DE MALAS PRONTAS PARA NOVOS DESAFIOS